Favorita absoluta, Janja Garnbret é ouro na escalada esportiva

Mais Lidas

Janja Garnbret confirmou o esperado e se tornou a grande vencedora da medalha de ouro na escalada esportiva, que estreou nos Jogos Olímpicos de Tóquio sob os olhares de um público curioso com a habilidade e velocidade dos atletas 40 atletas que disputaram quatro dias intensos de competição, divididos entre as categorias feminina e masculino.

+ Em final surpreendente, Ginés Lopez, 18 anos, leva ouro na escalada

+ Guia das Olimpíadas: tudo sobre a escalada esportiva

+ Estreante, escalada esportiva vira modalidade ‘queridinha’ em Tóquio

+ Com domínio dos favoritos, escalada esportiva estreia em Tóquio

+ Tudo sobre o 2.º dia da escalada em Tóquio e o show de Janja Garnbret

+ Escalada como terapia? Psicólogos estudam esporte como tratamento

Dominando desde a primeira eliminatória, Garnbret, que já chegou ao Japão como principal nome do esporte, confirmou o favoritismo na grande final. A eslovena ficou em quinto lugar na disputa de velocidade, mas liderou o boulder e a via guiada desde o começo, garantindo o lugar mais alto no pódio em Tóquio.

As japonesas Miho Nonaka e Akiyo Noguchi completaram o pódio levando a medalha de prata e a de bronze, respectivamente. A disputa foi acirrada entre Noguchi e a polonesa Aleksandra Miroslaw, que quebrou o recorde mundial e faturou a escalada de velocidade, chegando ao final empatada com a japonesa, mas ficou em quarto lugar por conta de critérios de desempate.

Velocidade

A disputa foi marcada pelo recorde mundial de Miroslaw, que bateu a melhor marca mundial, que pertencia à russa Iullia Kaplina, ao completar o percurso com 6s84 em embate direto com a francesa Anouck Jaubert, que se classificou em segundo. O tempo histórico de Miroslaw veio dois dias depois de a atleta ficar a apenas 1 centésimo de superar a marca de 6s96, de Kaplina.

Bouldering

Apagada na velocidade, Janja Garnbret resolveu brilhar. A eslovena foi a única a alcançar o topo no bouldering por suas vezes, e liderou desde o comecinho da disputa. Na última tentativa ela parou na metade do circuito, mas já tonha pontos suficientes para ficar em primeiro no bouldering. Miroslaw, que havia sido a mais rápida, terminou essa etapa na oitava e últimacolocação.

Lead – via guiada

Janja Garnbret mostrou porque era a favorita, e agira a melhor do mundo, na etapa final da competição: conseguiu ultrapassar 37 apoios na via guiada e confirmou o ouro com uma confortável vantagem sobre as adversárias.

A austríaca Jessica Pilz surpreendeu e chegou a subir 34 apoios, ficandoe m sedundo no Lead – posição insuficiente para o pódio, entretanto.

Na contagem das três provas e após levar em cinsideração critperios de desempate, as atetas da casa Miho Nonaka e Akiyo Noguchi completaram o pódio al lado de Garnbret.

Além das medalhistas olímpicas, Janja Garnbret, Miho Nonaka e Akiyo Noguchi contribuem para a história da escalada esportiva. Ao lado das oito classificadas para a final – Brooke Raboutou, Jessica Pilz, Aleksandra Miroslaw e Anouck Jaubert – as atletas fizeram da arena palco de um verdadeiro espetáculo na modalidade que conquistou Tóquio eo mundo logo em sua estreia no programa olímpico.

-Publicidade-

Últimas Notícias