Em final surpreendente, Ginés Lopez, 18 anos, leva ouro na escalada

Mais Lidas

Em uma disputa surpreendente e muito emocionante, o novato Alberto Ginés Lopes brilhou e, aos 18 anos, garantiu a medalha de ouro para a Espanha na estreia da escalada esportiva nos Jogos Olímpicos de Tóquio, desbancando favoritos como Adam Ondra, dono de 11 campeonatos mundiais, e Mickael Mawen, que vinha dominando a classificação.

+ Guia das Olimpíadas: tudo sobre a escalada esportiva

+ Estreante, escalada esportiva vira modalidade ‘queridinha’ em Tóquio

+ Com domínio dos favoritos, escalada esportiva estreia em Tóquio

+ Tudo sobre o 2.º dia da escalada em Tóquio e o show de Janja Garnbret

+ Escalada como terapia? Psicólogos estudam esporte como tratamento

Na disputa final, marcada por erros e surpresas, o norte-americano Nathaniel Coleman e o austríaco Jakob Schubert completaram o pódio ao lado de Lopez, levando prata e bronze, respectivamente.

Velocidade

Ginés Lopes começou levando a melhor na prova de velocidade, vencendo o norte-americano Colin Duffy na primeira subida, o tcheco Adam Ondra na segunda e o japonês Tomoa Narasaki na decisão, com tempo de 6s42, contra 7s82 do adversário. Logo atrás vieram o até então favorito Mickael Mawen, da França, e Ondra em quarto.

Classificado em primeiro, e com um ponto à frente, chegou com vantagem para o próximo desafio: o bouldering.

Bouldering

A disputa do bouldering foi, certamente, decisiva para os competidores: com altíssimo grau de dificuldade, ninguém conseguiu completar o programa, e os favoritos começaram a cair. Ginés Lopez, que havia acabado de vencer a velocidade, ficou em último.

Nathaniel Coleman foi o melhor, sendo o único a conquistar dois topos nas três configurações, além de três zonas; Mickael Mawen e o japonês Tomoa Narasaki terminaram empatados com um topo e três zonas. Aplicados critérios de desempate, como a quantidade de tentativas, Mawen terminou em segundo, logo atrás de Coleman, e seguido de perto por Narasaki.

 Com a classificação embolada, tudo poderia acontecer e a decisão ficou para o último evento: o lead, ou via guiada.

Lead

Quatro eram os favoritos para a o pódio quando a etapa da via guiada começou: Mickael Mawem, Tomoa Narasaki e Nathaniel Coleman, empatados em seis pontos vinham com vantagem, seguidos por Ginés Lopes, com sete.

Vale lembrar que a contagem de ponto, na escalada esportiva em Tóquio, é decrescente e, como a pontuação multiplica os índices das provas anteriores pela seguinte, Adam Ondra conseguiu temporariamente a melhor marca.

Guinés Lopes, no entanto, dominou sua série e passou a liderar, desbancando o veterano. Surpreendentemente, o austríaco Jakob Schubert, que até então passava despercebido, chegou ao topo e entrou no pódio para levar o bronze. Nathaniel Coleman foi beneficiado pela mudança na pontuação, garantindo a prata, e Lopez caiu para quarto na prova, mas garantiu o ouro graças à pontuação obtida nas etapas anteriores e ao excelente desempenho na velocidade.

Legado

A vitória de Ginés é simbólica também porque traz frescor a um esporte que acaba de estrear no programa olímpico sob holofotes de todo o mundo, com grande aceitação e interesse do público, cheio de adrenalina e emoção. Chamada de modalidade ‘queridinha’ em Tóquio, a escalada esportiva ganhou seu lugar e o ouro no coração dos espectadores nessa edição dos Jogos.

Confira a classificação final:

Geral – Pódio: 
Ouro – Alberto Ginés Lopez, Espanha
Prata – Nathaniel Coleman, Estados Unidos
Bronze – Jakob Schubert, Áustria
Velocidade:
Mickael Mawem – França
Narasaki Tomoa – Japão
Nathaniel Coleman – EUA
Alberto Gines Lopez – Espanha
Collin Duffy – EUA
Adam Ondra – República Tcheca
Jakob Shubert – Áustria
Bassa Mawem – França
Boulder:
Nathaniel Coleman – EUA
Mickael Mawem – França
Narasaki Tomoa – Japão
Collin Duffy – EUA
Jakob Shubert – Áustria
Adam Ondra – República Tcheca
Alberto Gines Lopez – Espanha
Bassa Mawem – França

Lead:
Jakob Shubert – Áustria
Adam Ondra – República Tcheca
Collin Duffy – EUA
Alberto Gines Lopez – Espanha
Narasaki Tomoa – Japão
Mickael Mawem – França
Bassa Mawem – França

-Publicidade-

Últimas Notícias