Como se manter saudável durante o inverno

Por Outside USA

Foto: shutterstock

O adulto médio sofre de 2 a 5 resfriados anualmente. Todos nós já passamos por isso: o inverno vem e com ele você se sente menos saudável, já que a coceira na garganta, o congestionamento e a fadiga resolvem atacar.

+ Por que sentimos mais fome no inverno?

+ Quer fugir do inverno? Veja 4 lugares no Brasil para curtir calor durante o ano todo

E se você tiver o azar de pegar um vírus da gripe? Bem, felizmente, existem coisas simples que você pode fazer para ajudar a evitar ser vítima de germes durante o inverno.

1. Lave bem as mãos

Foto: shutterstock

Uma das melhores maneiras de prevenir um resfriado é lavar as mãos. Use água morna e sabão comum e esfregue vigorosamente por pelo menos 20 segundos. Mantenha as mãos sujas longe do rosto, que podem introduzir bactérias e vírus no corpo através do nariz, olhos e boca. Desinfetantes para as mãos e lenços umedecidos ajudam, mas a lavagem adequada das mãos é mais eficaz para matar os germes que o deixam doente.

2. Não economize no sono

Foto Shutterstock

Os Institutos Nacionais de Saúde recomendam que os adultos durmam entre 7 e 8 horas todas as noites para se manterem saudáveis ​​e ajudar a reduzir o estresse, que sobrecarrega o corpo e pode aumentar a suscetibilidade a resfriados. Além disso, durante o sono profundo, nossos corpos entram em modo de reparo, consertando tecidos danificados, desintoxicando e combatendo invasores indesejados, como germes. Troque uma boa noite de sono e você enfraquece a capacidade do seu corpo de se curar.

+ 7 alimentos para te ajudar a dormir melhor

3. Tome um pouco de sol

Vitamina D
Foto Shutterstock

A exposição à luz solar ajuda a regular seus ritmos circadianos, o que o ajuda a adormecer à noite – o que o ajuda a se manter saudável. Expor partes descobertas do corpo ao sol entre 11h e 15h por 5 a 30 minutos várias vezes por semana cria vitamina D suficiente para a maioria das pessoas. Por outro lado, durma em um quarto escuro para que seu corpo seja acionado para secretar melatonina, o hormônio do sono.

+ Vitamina D: sinais de que você tem deficiência de vitamina e como recuperá-la

4. Faça exercícios de abrir o peito

Foto: shutterstock

As poses de Yoga para abrir o coração são maravilhosas, mas fazem muito mais do que simplesmente abrir o peito. Eles também estimulam o fluxo sanguíneo para o timo, um órgão situado atrás do esterno que é fundamental para o crescimento das células T, a linha de frente da defesa do sistema imunológico. Evite resfriados e gripes, em primeiro lugar, tecendo posturas de abertura do coração, como  Bhujangasana  (postura da cobra),  Matsyasana  (postura do peixe) e  Setu Bandha Sarvangasana  (postura da ponte), em sua prática de ioga. Pratique todos os três asanas diariamente para prevenção, duas vezes ao dia se você sentir um bug chegando.

5. Inclua cogumelos na alimentação

Foto: shutterstock

Cogumelos sobrecarregam seu sistema imunológico, aumentando o número de glóbulos brancos que combatem doenças em sua corrente sanguínea. Maximizar a ingestão de cogumelos é fácil: basta adicioná-los à sua próxima panela de sopa de legumes. Para aumentar a imunidade, procure por cogumelos medicinais secos, como chaga e reishi. Os cogumelos medicinais também vêm em forma de suplemento, e seu efeito pró-imunidade é igual ao dos frescos.

Encontre mais alimentos que aumentam a imunidade aqui.

6. Medite

meditação e corrida
Foto: Shutterstock

O estresse é o pior inimigo do sistema imunológico. Esteja você lidando com um breve surto de loucura no trabalho ou um estressor mais duradouro como o divórcio, a capacidade do seu corpo de combater os germes é comprometida pela tensão física e mental. A meditação pode ajudar. Pesquisas mostram que até 10 minutos de meditação diária reduzem os sintomas físicos do estresse, o que aumenta a imunidade.

+ Meditação: saiba como começar e manter o hábito para favorecer a saúde mental

7. Mantenha-se fisicamente ativo

Foto: shutterstock

As temperaturas frias prejudicam as rotinas de exercícios, mas manter-se ativo e em movimento realmente vale a pena. Pesquisas recentes descobriram que o risco de pegar um resfriado era três vezes maior para mulheres que faziam apenas exercícios de baixa intensidade, como alongamento, do que para mulheres que combinavam treinamento de força e exercícios cardiovasculares moderados, como caminhar em uma esteira ou pedalar em uma bicicleta ergométrica. Uma teoria é que o aumento da frequência cardíaca acelera a circulação dos glóbulos brancos, tornando mais provável que eles procurem e destruam os germes desde o início. Para preparar seu sistema imunológico, faça pelo menos 30 minutos de exercícios moderados por dia.

+ Cicloturismo: como se preparar para sua primeira viagem de bike

-Publicidade-