Escalador ucraniano transforma seu ginásio em abrigo para a guerra

Por Outside USA

Escalador ucraniano transforma seu ginásio em abrigo para a guerra - Go Outside
Foto: Reprodução/Instagram/TheWall

Stanislav Kleshnov, escalador ucraniano e vice-presidente da Federação Nacional de Escalada da Ucrânia e parceiro da primeira rede de paredes de escalada na Ucrânia (Space e TheWall), converteu seus ginásios em abrigos temporários e estações de ajuda para a guerra entre o país e a Rússia. Confira o relato feito pelo escalador ucraniano sobre as últimas semanas:

+ Ucrânia pede proibição de alpinistas russos nos Himalaias
+ Primeira ucraniana a escalar o Everest luta na guerra contra a Rússia

Escalador ucraniano transforma seu ginásio em abrigo para a guerra: leia relato

“Logo no início da invasão russa recebemos muitas ofertas de ajuda de nossos amigos da comunidade de escalada da Polônia, Lituânia, Letônia, Alemanha, Inglaterra, Espanha, Bélgica e outros. Nossas famílias se dispersaram para os voluntários que ofereceram ajuda. Não esperávamos uma união tão voluntária — todos os nossos amigos e vizinhos queriam nos ajudar. Meus filhos e minha mãe estão agora na Alemanha e receberam o status de imigrantes. Eles estão seguros, graças aos amigos do Blockhaus Freiburg. Os parentes dos meus amigos estão em situação semelhante, mas estão hospedados na Polônia no momento.

Nossa equipe masculina decidiu se voluntariar após a primeira boa noite de sono em Lviv. Na base do ginásio TheWall, organizamos um abrigo temporário para refugiados que se mudam para o oeste da Europa.

Foi bom ver que o piso do ginásio poderia servir de camas. Fizemos uma cozinha improvisada, compramos um micro-ondas e utensílios e fornecemos tudo o que era necessário, até uma máquina de lavar e secar roupa. Recebemos muita ajuda dos cidadãos e voluntários da cidade. O restaurante ao lado do TheWall preparou almoços quentes para nós com base na comida que trouxemos para eles. Compramos produtos de doações de nossos amigos em todo o mundo, através de transferências bancárias, PayPal e outros.

No início, tivemos uma onda de alpinistas familiares, mas depois, estranhos descobriram sobre nós, e qualquer pessoa que precisasse poderia descansar conosco e voltar a si. Todas as noites recebemos cerca de 50 a 60 pessoas que estavam constantemente entrando e saindo.

Concordamos com os donos dos prédios em não pagar aluguel até que a guerra acabasse.

Nossas necessidades financeiras diárias são:

  • O pagamento de contas de serviços públicos (água, calor, eletricidade);
  • A compra de alimentos e tudo o que é necessário para a higiene;
  • Um pequeno pagamento para a equipe do abrigo;

Também estamos ajudando as pessoas a evacuar ou se deslocar pela cidade dirigindo-as em nossos carros, e estamos transportando ajuda humanitária da fronteira para as profundezas do país.

Alguns de nossos amigos e colegas estão agora lutando na linha de frente. Estamos fornecendo a eles ferramentas e equipamentos caros. Eles precisam de armaduras, capacetes militares, roupas táticas, binóculos, imagens térmicas, telêmetros e muito mais.

+ Contra guerra na Ucrânia, campeã olímpica nada em “lagoa de sangue”

Atualmente, não há oportunidade de treinar na academia, embora organizemos aulas de escalada para crianças do abrigo. Não há muita escalada comercial na Ucrânia, e quase tudo não funciona hoje. Na próxima semana, tentaremos abrir uma academia para visitantes em Kiev, e ela estará aberta talvez de dois a três dias por semana. A situação é complicada, pois nossos clientes deixaram o país ou perderam a oportunidade de pagar pelos serviços.

Muitos dos atletas da seleção ucraniana conseguiram se estabelecer na Europa e encontrar um local para treinar. No entanto, há problemas com a comissão técnica, trajes nacionais, etc., e não há apoio financeiro para atletas e treinadores nesta temporada competitiva de 2022.

Tentamos obter ajuda através de conexões pessoais com federações nacionais na Europa e Grã-Bretanha. Nos prometem ajuda com moradia em competições e às vezes com dinheiro. Quase todos os ginásios da Europa são gratuitos para os nossos atletas. Além disso, o IFSC prometeu cancelar as taxas de associação em 2022 para nossa equipe.

Agradecemos este esforço titânico; é significativo para nós.

Não é fácil imaginar o futuro. Às vezes perdemos a motivação e a fé, pois tínhamos planos incríveis para o desenvolvimento da escalada na Ucrânia este ano.”

+ Em nota, ISA declara total solidariedade à Ucrânia

-Publicidade-