Contra guerra na Ucrânia, campeã olímpica nada em “lagoa de sangue”

Por Redação

lagoa de sangue
Foto: Reprodução / Instagram.

Campeã olímpica nos Jogos de Londres 2012, a nadadora lituana Ruta Meilutytè é mais atleta a protestar contra a guerra na Ucrânia.

Leia mais

+ Saiba os benefícios da natação para corpo e a mente

+ Na casa dos campeões: os treinos de Daniel Nascimento no Quênia

+ Por que nadar no oceano nos faz tão bem

Especialista nos 50 e 100 metros livres, Ruta nadou em águas tingidas de vermelho para simular uma “lagoa de sangue”. O protesto ocorreu em frente à embaixada russa em Vilnius, capital da Lituânia.

Autoridades locais apoiaram a performance, que faz parte do projeto “Vermelho-Sangue”, espalhado pelo mundo em protesto contra a ofensiva russa às cidades ucranianas.

Em seu perfil nas redes sociais, Ruta explicou o protesto. “A performance é um apelo à ação em apoio ao povo ucraniano que está enfrentando o genocídio cometido pela Rússia”, afirmou.

“Com países como a Alemanha não intensificando e impondo sanções adequadas ao agressor, escolher dinheiro em vez de pessoas, torna difícil manter a esperança. Portanto, é crucial que continuemos agindo, divulgando informações verdadeiras, voluntariando, protestando, doando e pressionando nossos governos a agir”, completou a atleta.

A campeã olímpica também ressaltou que a lagoa foi tingida com tinta ecológica, aprovada pelas autoridades locais e usada em testes científicos. Ruta afirma ser importante manter os protestos contra a guerra em apelo a favor do povo ucraniano, que tem sofrido as consequências do ataque russo ao país.

“A lagoa sangrenta enfatiza a responsabilidade da Rússia por cometer crimes de guerra contra os ucranianos. A natação simboliza a necessidade de esforço contínuo para lutar”, destacou Ruta.

Em 2012, Ruta assombrou o mundo ao ser campeã olímpica aos 15 anos. Dois anos depois, nos Jogos da Juventude de Nanquim, na China, se tornou a primeira e única nadadora até hoje a conquistar o ouro olímpico antes de ganhar a mesma medalha na disputa para jovens atletas.

Com informações do portal GE.

-Publicidade-