Dia Mundial da Bicicleta: As 10 melhores dicas para começar a pedalar

Por Redação

dia mundial da bicicleta
Foto: shutterstock

Você sabia que 3 de junho é o Dia Mundial da Bicicleta? Pois é. Essa pode ser a deixa perfeita para estimular mais pessoas a usarem a bike como meio de transporte. Afinal,  pedalar é uma atividade que oferece diversos benefícios à saúde, além de possibilitar um contato divertido – e sustentável – com o universo outdoor.

Leia mais

+ Cicloturismo: como se preparar para sua primeira viagem de bike

+ 9 dicas para mandar bem no mountain bike

+ Um rolê de bike pelo outono resplandecente da Lapônia

Ainda sim, muitas vezes questões como o trânsito, buracos, obstáculos e até mesmo a presença de outros ciclistas podem ser assustadoras para quem quer começar a sair de bicicleta por aí.

Saiba, no entanto, que mesmo sem ter como controlar o comportamento dos outros, com algumas dicas simples, é possível sim diminuir os riscos da locomoção.

O técnico de ciclismo da Universidade de Boulder, no Colorado, Jeff Winkler, é um especialista em transformar ciclistas iniciantes em avançados. Veja as 10 dicas dele para começar a pedalar.

1 – Conheça o Código de Trânsito Brasileiro

Saber as leis já te coloca na frente. O ciclista não pode andar na contramão, deve dar prioridade aos pedestres e ter prioridade diante dos carros, por exemplo. Ciclistas também são proibidos de circular em vias de trânsito rápido (a maioria das avenidas não se enquadra) e em algumas estradas. Além disso, você deve saber se posicionar na via. “A maior parte dos códigos de trânsito diz para ficar o mais à direita na posta possível”, diz Winkler. 

2 – Faça vídeos

Fazer vídeos se tornou uma das formas mais certeiras de garantir sua segurança, diz Winkler. Não precisa transformar isso numa paranoia, mas em conflitos entre motoristas e ciclistas, acaba sendo uma garantia e pode ir até para a mídia. Para a sorte de ciclistas, usar uma GoPro no capacete ou no peito é superfácil. Na dúvida, puxar o celular no começo de um conflito também funciona (aliás, pode ser suficiente para o conflito terminar imediatamente). Lembre de ser educado e não perder a razão.

3 – Aponte 

Não existem gestos absolutamente universais para indicar perigos como portas de carro abrindo, pessoas e buracos. As regras são mais locais. Mas apontar para obstáculos, e subir e descer a mão para pedir para reduzir a velocidade funcionam em muitos lugares. Pedalar em um grupo pode ser um jeito bom de aprender como os membros se comunicam. “Na minha opinião, se comunicar só por voz é quase sempre pior, porque mensagens essenciais e bate-papo se misturam”, diz Winkler. Na dúvida, sinalize e vocalize para garantir quando houver algum problema.

+ Aquecimento para pedalar: 5 dicas de como fazer

+ Bike parks e escolas de MTB ganham força no Brasil

4 – Seja previsível

“A regra número 1 para pedalar é ser previsível no trânsito e para outros ciclistas”, diz Winkler. O que isso significa? Pedale em linha reta. Se você sair desta linha reta, sinalize e mude de direção, faça isso levando em conta as pessoas e sinalizando o que vai fazer.

5 – Anuncie sua presença 

Quando pedalar em grupo, cumprimente e anuncie sua presença. Tem pessoas que não ligam se um ciclista começa a pedalar no seu vácuo, mas é sempre educado conferir se não está incomodando. “Além disso, se o ciclista não estiver ciente que tem alguém na roda dele, pode pedalar de forma que cause um acidente.” Um “posso pedalar com você?” costuma ser suficiente. A explicação, para quem está começando: quando dois ciclistas estão em fila, o segundo aproveita o vácuo e faz menos esforço porque a resistência do ar é menor. Então fica mais fácil acompanhar o ritmo de quem está na frente. 

6 – Olhe mais à frente

Para iniciantes, os detalhes mais próximos prendem o olhar. A tendência é se fixar demais no ciclista da frente ou numa luz ou árvore próxima, e não prestar atenção no caminho mais à frente. O perigo é perceber um buraco ou curva muito em cima da hora e frear de repente, causando um acidente.

7 – Não crie buracos no pelotão

Se você estiver pedalando bicicletas de estrada, a ideia é manter um pelotão coeso. Evite buracos no meio deste pelotão, porque fica cada vez mais difícil manter o grupo pedalando junto. Então evite ser o primeiro a criar o buraco. Em pedais recreativos ou mountain bike, é diferente, porque o fluxo é mais tranquilo e os grupos costumam parar várias vezes para reagrupar.

8 – Não cubra a roda da frente 

Se estiver pedalando com outro ciclista, fique lado a lado, e evite ficar apenas meia roda na frente do outro. Isso faz quem está meia roda atrás ficar acelerando para ficar emparelhado e isso pode até quebrar o pelotão (e estragar o humor de quem está puxando o ritmo). A regra é clara: ou se pedala em fila, ou lado a lado.   

9 – Pedale esperando o pior

Esta é uma das mais importantes dicas para começar a pedalar: antecipe-se. “Você precisa imaginar que o pior pode acontecer para se preparar para ele”, diz Winkler. Uma porta de carro abrindo na sua cara, uma fechada ou um carro fazendo um movimento imprevisível. Se você está alerta, nada disso vai te surpreender e você terá tempo de reação para evitar acidentes. 

10 – Ocupe sua faixa 

“Você estará mais seguro se ocupar a faixa que está pedalando. Você força os carros a repararem em você”, diz Winkler. “Se você tiver na beiradinha da pista, os carros vão achar que tem espaço para passar do seu lado sem dar muito espaço, e isso pode ser perigoso.”

 

 

-Publicidade-