Bagunça e vômito: atletas australianos são repreendidos após ‘festas’ na Vila Olímpica

Por Redação

Mais Lidas

Atletas das equipes masculinas de remo e rúgbi australianas foram repreendidos por mau comportamento na Vila Olímpica de Tóquio, após um fim de semana de ‘festas’ agitado em que os quartos foram ‘destruídos’. Os profissionais de limpeza foram chamados para limpar vômito nos quartos.

As festas ocorreram nas noites de sexta e sábado, atrapalhando atletas que ainda estavam competindo, incluindo vários da própria Austrália e rivais, como os britânicos. As informações são do Australian.

Leia mais

+ Olimpíadas: atleta reclama de funk alto em base do COB

+ COI pede que atletas não usem as 160 mil camisinhas distribuídas nas Olimpíadas

+ Letícia Bufoni se encanta com a beleza da Vila Olímpica: ‘Difícil focar’

O Comitê Olímpico Australiano (AOC) confirmou que “alguns indivíduos deixaram seus quartos em um estado bagunçado e inaceitável”.

“Dois quartos tiveram algum dano, cada um envolvendo atletas das equipes masculinas de remo e rúgbi”, disse um porta-voz do AOC. “Os CEOs de ambas as organizações pediram desculpas ao AOC e fizeram suas próprias investigações sobre o comportamento dos atletas.”

Uma fonte da Vila Olímpica disse ao veículo australiano que embora o comportamento agitado fosse comum nas Olimpíadas quando os atletas concluíam suas competições, esses Jogos foram muito mais regulamentados devido ao risco de Covid, então só era permitido beber nos quartos e não era possível socializar.

A fonte disse que o comportamento de alguns atletas australianos estava fora de linha e desrespeitoso com quem ainda iria competir e que a bagunça que eles deixaram era “nojenta”.

O chefe de missão australiano Ian Chesterman disse que a atitude relatada era de minoria da equipe do país. “Vamos ser claros, a grande maioria dos atletas fez absolutamente a coisa certa durante sua estada e foram cidadãos exemplares dentro e fora do campo de jogo”, afirmou.

“Alguns se decepcionaram e, como temos um alto padrão, os assuntos foram reportados às federações nacionais e eles vão tratar dos atletas envolvidos. Tudo foi tratado de forma adequada e deixamos o assunto para trás aqui. Continuo feliz, impressionado com o comportamento e o espírito desta equipe”, completou Chesterman.

Dez atletas australianos tiveram que se isolar brevemente e fazer testes de covid depois de terem contato com atletas de outros países nas festas na Vila Olímpica. Todos testaram negativo e puderam se juntar ao grupo novamente.

“Depois ficamos sabendo disso e de que alguns de nossos atletas se misturaram com outros atletas, não no calor da festa, mas em lugares… fora de nosso loteamento direto”, disse Chesterman. “Isso é claramente algo que não encorajamos.”

As regras impostas pela organização dos Jogos de Tóquio proíbem que os atletas se misturem com membros de delegações de outros países para evitar infecções ‘cruzadas’ do novo coronavírus.

“Era apenas um número muito, muito pequeno de atletas do grupo total”, finalizou Chesterman.

-Publicidade-

Últimas Notícias