Valley Uprising: o verão da lata da escalada

Por Redação

Valley Uprising
RODINHA: Celebrando uma escalada bem-sucedida no Yosemite, nos anos 1970. Foto: Reprodução.

É um conto surpreendente: em 1977, um avião que partira da Colômbia caiu no Parque Nacional de Yosemite, na Califórnia (EUA). O detalhe era que a aeronave estava abarrotada com seis toneladas de uma poderosa maconha.

+ Skate, escalada e surf são confirmados nas Olimpíadas de Los Angeles 2028
+ Começando nos esportes de aventura: como praticar escalada esportiva
+ Munro bagging: colecione montanhas escocesas

O episódio está no documentário Valley Uprising, que fala sobre a cultura da escalada naquele parque nacional na década de 1970.

O Yosemite já era povoado por escaladores que levavam um estilo de vida alternativo, dando festas loucas e conquistando as vias de escalada mais difíceis da época.

Mas eles pensaram que tinham realmente chegado ao céu ao descobrirem a erva no “quintal de casa”. Além de fazer a cabeça com a ganja, fizeram muito dinheiro vendendo-a também. Um história inusitada meio parecida com Verão da Lata brasileiro, já nos anos 1980.

Os 50 anos da escalada em rocha no Vale de Yosemite são contados neste documentário, que mostra o nascimento e a difusão de um esporte que também é uma contracultura.

Mas o filme não fica só no passado e aborda desde a escalada como um movimento da contracultura até a realidade atual, com feitos heroicos de Dean Potter e Alex Honnold.

Mas fica claro que tudo isso aconteceu graças a homens e mulheres que quebraram regras e convenções para redefinir os limites humanos e as possibilidades de diversão dentro de um parque nacional.

Valley Uprising é um documentário feito pela renomada produtora Sender Films

Assista na íntegra aqui.

Trailer Valley Uprising:

-Publicidade-