Óleo de girassol: para que serve e benefícios para pele e cabelo

Por Redação

Óleo de girassol: para que serve e benefícios para pele e cabelo | Go Outside
Foto: Shutterstock

Se você já se perguntou para que serve o óleo de girassol, saiba que ele é um ótimo cicatrizante por ter alta concentração de vitamina E, ajudando na regeneração da pele. Além disso, esse óleo possui ômegas que ajudam na nutrição, trazendo benefícios não só para lesões e machucados, mas também para a pele e o cabelo.

+ Óleo de coco na vagina: veja os benefícios para a região íntima
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios

“O benefício do óleo consiste na sua composição, como por exemplo os ômegas 3, 6 e 9. A alta concentração de vitamina E, que é um poderoso antioxidante, combate os radicais livres e desacelera o envelhecimento da pele, além de ajudar na desinflamação”, explica a dermaticista Patrícia Elias, especialista em saúde da pele.

Para que serve óleo de girassol?

A profissional listou algumas utilidades do óleo de girassol:

  • Evitar a evolução de uma lesão na pele;
  • Combater dermatite;
  • Aliviar coceira;
  • Amenizar irritação;
  • Diminuir alergias;
  • Cicatrizar ferimentos.

Mas a dermaticista alerta: não se deve aplicar o produto diretamente na pele em caso de queimadura ou ferimento. “É fundamental fazer uma higienização do local antes de aplicar o óleo de girassol, para que o microrganismo não aumente e não evolua para uma infecção de pele”, explica.

A profissional também afirma que o óleo de girassol a ser utilizado como cicatrizante é o desenvolvido especificamente para aplicar na pele, encontrado em farmácias e casas de produtos naturais. O óleo de girassol de cozinha não deve ser utilizado nesses casos, por ter outros processos em sua formação, como algumas misturas químicas.

+ 4 benefícios do óleo de coco para a saúde
+ 7 benefícios do óleo de rosa mosqueta para a sua pele

“Uma marca recomendada é a WNF, referência na fabricação tanto de óleos essenciais como também de óleos vegetais”, indica Patrícia.

Óleo de girassol para pele

Há quem use o óleo de girassol para a pele do rosto, mas a dermaticista alerta que é necessário ter cuidado nesses casos.

“Tudo que é óleo contém películas que obstruem os folículos. Não se deve passar óleo e deixar na pele”, explica. “Não é indicado aplicar todos os dias de forma pura, mas caso seja do interesse da pessoa, aplique na área após a higienização e tonificação do rosto durante a noite e enxágue no dia seguinte. Aplique de 3 a 5 gotas, misture em algum sérum e passe no rosto.”

+ Óleos vegetais: veja os benefícios de cada tipo para o corpo
+ Óleos essenciais: 5 óleos essenciais para começar a usar hoje

Para quem tem pele oleosa, a indicação é misturar o óleo de girassol com algum produto em gel e não utilizá-lo em altas concentrações. Já para as peles mistas, é possível misturar o produto com creme para ajudar na hidratação.

Óleo de girassol para cabelo

O óleo de girassol também traz benefícios para o cabelo, já que conta com vários ômegas, ácido graxo e vitamina E, ajudando na recuperação da saúde dos fios de cabelo que estão desidratados, conta Patrícia.

“A indicação é aplicar nos fios com ajuda de uma máscara capilar para potencializar o resultado. Pode ser utilizado com gel de babosa natural. Pode ser misturado também com uma fruta, como por exemplo o abacate. A aplicação pura do óleo não possui o mesmo efeito para tratamentos capilares”, completa a dermaticista.

-Publicidade-