Entenda o que as fezes durante a menstruação dizem sobre sua saúde

Entenda o que as fezes durante a menstruação dizem sobre sua saúde
Foto: Pexels

A menstruação pode ser um período doloroso do mês de muitas mulheres. Além da TPM e das cólicas abdominais, um sintoma menos comentado — mas muito incômodo — faz parte do período: a vontade constante de ir ao banheiro.

+ Pular corda oferece 8 benefícios que merecem sua atenção

+ Dia da Mulher: Nicole Barreto e a força feminina nos esportes radicais

+ Mergulhador flagra em Galápagos um dos peixes mais bizarros do mundo

Segundo a “Slice”, de onde são as informações, 73% das pessoas que menstruam relatam “movimentos intestinais” relacionados ao período menstrual. “O fenômeno do ‘cocô menstrual’ é bastante anedótico”, diz Amanda Laird, autora do livro “Heavy Flow: Breaking the Curse of Menstruation”, sem tradução para o português. Isso significa que não há muita pesquisa sobre o assunto, mas se você perguntar às suas amigas, elas provavelmente sabem exatamente do que você está falando.

No entanto, se você for muito tímida para perguntar, aqui estão todas as informações que você precisa saber:

O que é o cocô menstrual?

“Eu classifico cocô menstrual como qualquer tipo de diarreia ou fezes moles”, diz Amanda. “Não é incomum ter problemas gastrointestinais ou algum transtorno digestivo [durante a menstruação].”

Um estudo publicado pela Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, mostra que a diarreia é um sintoma comum durante a menstruação, relatado em 37% das participantes. Além disso, as cólicas abdominais foram relatadas em 83% das entrevistadas, e o inchaço, em 63%. Esses também podem ser sinais de distúrbios gastrointestinais relacionados ao período menstrual.

Por que o intestino fica diferente durante a menstruação?

“Quando menstruamos, temos essas substâncias semelhantes a hormônios em nosso útero, chamadas prostaglandinas”, explica Amanda. Eles dizem ao útero para se contrair, o que ajuda a liberar seu revestimento. Esta é a mesma função que acontece durante o trabalho de parto — ou seja, pode ser bastante dolorosa —, e é por isso que muitas pessoas experimentam contrações mais fortes e frequentes que causam cólicas.

“Em nossa bacia pélvica, o útero fica ao lado do intestino”, acrescenta a autora. “As prostaglandinas também dizem ao órgão para se contrair, para nos fazer ir ao banheiro.” Isso torna comum a diarreia ou as fezes moles durante essa época do mês.

O que o cocô menstrual diz sobre minha saúde?

“Sou uma grande fã do autoconhecimento e de conhecer o próprio ciclo [menstrual]”, pontua a especialista. Para saber quando esses sintomas surgem, você pode usar um aplicativo de monitoramento do ciclo. “Entenda o que é normal para você”, aconselha ela. Dessa forma, você também notará quando surgirem sintomas anormais ou se eles estiverem piorando.

O que fazer para aliviar o desconforto?

Pequenas mudanças de estilo de vida em seus níveis de estresse, dieta e sono podem ajudar a reduzir o nível geral de inflamação no corpo, segundo Amanda. “Beba muita água e certifique-se de ingerir fibras, gorduras saudáveis ​ e probióticos”, aconselha a autora, que tem experiência em nutrição holística.

“Quando estamos menstruadas, podemos comer coisas diferentes”, acrescenta. “Muitas vezes desejamos alimentos mais gordurosos e doces, e isso é perfeitamente normal. Temos uma tendência a ter mais fome e uma ingestão calórica mais alta antes e durante a menstruação, porque estamos perdendo muito sangue.” Se você notar que está comendo com mais frequência durante o período menstrual, essa pode ser a causa de seus problemas gastrointestinais, e uma mudança na dieta pode ser benéfica durante o período.

Mas lembre-se: sintomas persistentes podem indicar algo mais sério, por isso, vale a pena consultar-se com um médico.

Quando eu devo me consultar com um médico?

“Está interrompendo sua vida?”, pergunta Amanda. “Você está com tanta diarreia ou tanta dor que fica em casa, não pode ir trabalhar ou não pode seguir sua vida normal?” Se sim, esse é definitivamente um indicador de que pode haver algo mais sério acontecendo.

Pessoas com endometriose muitas vezes vivenciam problemas gastrointestinais, de acordo com ela. Conclusão: você é quem mais conhece seu corpo (e seu fluxo). Então, se algo não estiver certo, consulte seu médico de confiança.

-Publicidade-