Dia dos Parques Nacionais: data comemora 85 anos do primeiro parque nacional brasileiro

Por Redação

Dia Nacional dos Parques: 85 anos do primeiro parque nacional brasileiro - Go Outside
Parque Nacional de Itatiaia, no Rio de Janeiro. Foto: Shutterstock

No dia 14 de junho é comemorado o Dia Nacional dos Parques, ou Dia dos Parques Nacionais, no Brasil. A data celebra a criação do primeiro parque nacional brasileiro, o Parque Nacional de Itatiaia (RJ), que completa 85 anos em 2022. A data também chama atenção de um importante sistema utilizado para conservação da biodiversidade e de espaços naturais.

+ Conheça o casal que pretende visitar todos os 74 parques nacionais do Brasil
+ 6 parques nacionais para conhecer de bicicleta

O primeiro Parque Nacional do Brasil, Itatiaia, foi criado há 85 anos, em 1937, na divisa do Rio de Janeiro com Minas Gerais, sugestão do botânico Alberto Löfgren, já com o objetivo de conservar para estimular a pesquisa científica e a garantia de lazer natural à população.

Em seguida, em 1939, foi a vez do Parque Nacional do Iguaçu, na fronteira do Paraná com a Argentina, abrigo das Cataratas do Iguaçu, uma das Sete Maravilhas da Natureza e Sítio do Patrimônio Natural da Humanidade.

+ Parque Nacional do Iguaçu terá teleférico e memorial a Santos Dumont

O Instituto Semeia, uma organização sem fins lucrativos que busca a valorização de áreas protegidas e estimula o orgulho nacional brasileiro pelos parques, considera o Parque Nacional do Iguaçu um bom exemplo do turismo como uma importante ferramenta de conservação. Segundo a instituição, o parque recebeu mais de 2 milhões de turistas em 2018, no período de pré-pandemia, número três vezes maior que o de 1998, ano de concessão dos serviços de uso público do parque.

Em 2022, com a realização do projeto da nova concessão, esse número deve crescer ainda mais: “Isso graças a uma série de iniciativas voltadas à conservação, mostrando que o aumento do ecoturismo e o ordenamento turístico podem ser importantes aliados nessa frente”, conta Fernando Pieroni, Presidente do Instituto Semeia.

No bioma Caatinga, no Piauí, o Parque Nacional da Serra da Capivara apresenta a história do Homo Sapiens em mais de 700 sítios arqueológicos preservados. A história dos brasileiros primitivos é contada pelas milhares de pinturas rupestres nas formações rochosas do parque, abertas ao público, mostrando que estas áreas são importantes não somente para a proteção da biodiversidade, mas também para que todos possam conhecer a história dos primeiros habitantes da região, seus hábitos e até espécies já extintas.

+ Conheça o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses caminhando

Unidades de Conservação brasileiras

Embora a estrela do dia sejam os Parques, é importante ressaltar que o Brasil têm milhares de Unidades de Conservação abertas à visitação, como Refúgios de Vida Silvestre, Reserva Extrativista, Floresta, Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN), Monumentos Naturais e Reservas de Desenvolvimento Sustentável e até mesmo as Áreas de Proteção Ambiental.

Na APA do Jalapão, que fica ao lado do Parque Estadual do Jalapão, no Tocantins, visitantes passeiam pelas dunas e admiram o capim dourado. A supervisora da APA do Jalapão, Rejane Nunes, lembra que, além da beleza, “o Cerrado é a caixa d’água do Brasil, e qualidade do ar, dos solos, das fontes de água e de alimentos estão garantidos também pela proteção das Unidades de Conservação do bioma”.

Uma boa opção para as pessoas que ainda não tiveram nenhum ou pouco contato com essas áreas tão espetaculares é a realização da ação Um Dia No Parque, comemorado um pouco mais de um mês depois do Dia Nacional dos Parques, em 24 de julho. Pelo quinto ano, o evento conta com uma programação especial em centenas de Unidades de Conservação brasileiras, incluindo Parques Nacionais.

-Publicidade-