Devo abandonar o álcool durante o treino?

Devo abandonar o álcool durante o treino?
Foto: Pexels

Às vezes, fazemos coisas malucas para nos preparar para os eventos de corrida de nossa escolha. Acordamos de madrugada para entrar no treino, pegamos pesado na pista fazendo trabalho de velocidade, sem falar nas ladeiras que enfrentamos repetidamente como parte de uma rotina de treino. Mas mesmo com tudo isso, a tática de treinamento mais louca para cada vez mais corredores é a ideia de desistir do álcool. É necessário ou você pode aproveitar o coquetel no sábado à noite, mantendo uma boa programação de treinamento?

+ Iguape, Ilha Comprida e Cananéia: um roteiro pelas praias, dunas e natureza reservada

+ Bota Pra Correr: meus primeiros 10km conhecendo a paradisíaca São Miguel dos Milagres

+ Como escolher as melhores ondas?

O caso contra o álcool

Independentemente de como você se sente sobre o assunto, o álcool afeta quase todas as partes do corpo. Isso afeta especialmente três coisas essenciais para o treinamento de resistência: hidratação, sono e recuperação.

O álcool é um diurético, o que significa que, quando você está bebendo, está constantemente perdendo líquidos. Um composto chamado ácido acético decompõe o álcool enquanto o restante é expelido como toxinas através do suor, da urina e até mesmo da respiração.

Beber também pode afetar negativamente seu horário de sono; estudos mostram que o álcool interfere no sono REM. Embora você possa desmaiar no travesseiro com mais facilidade depois de alguns coquetéis, é mais provável que acorde no meio da noite e tenha uma qualidade de sono ruim.

E por último, mas não menos importante, o álcool pode retardar a recuperação muscular. A bebida pode anular a síntese de proteínas, que é essencial para o crescimento muscular após exercícios extenuantes. Isso significa que, se você ainda tiver álcool em seu sistema quando correr ou comemorar uma longa corrida de domingo com algumas cervejas, seus músculos podem não se recuperar tão rapidamente. De fato, um estudo concluiu que os atletas que consomem álcool pelo menos uma vez por semana têm maior probabilidade de se machucar em comparação com os que não bebem.

O caso de equilíbrio

Pode ser possível equilibrar um estilo de vida de treinamento saudável enquanto desfruta ocasionalmente de uma bebida, se você não exagerar. Se você optar por beber, tente seguir estas diretrizes:

Use com moderação: Não exagere com drinques, um ou dois serão suficientes, mas será mais difícil se recuperar de mais.

Hora do coquetel: Evite beber na noite anterior a treinos intensos, intervalos e dias de treinamento programados.

Escolha sabiamente: É melhor optar por bebidas com baixo teor de açúcar e calorias. Algumas boas opções são vodka e água com gás, vinho branco seco e cervejas leves.

Hidratar, hidratar, hidratar: Para combater a desidratação, beba um copo de água por bebida alcoólica. Você também pode complementar a perda de eletrólitos com sua bebida esportiva preferida.

Beber ou não beber

A escolha de beber durante o treinamento para um esporte de resistência é pessoal e não daremos uma resposta rápida. Mas se você tem um objetivo específico para o seu treinamento, o álcool pode atrapalhar isso. A maneira mais segura de garantir que o álcool não afete sua resistência é evitá-lo completamente.

No entanto, é perfeitamente possível desfrutar do treino e de uma bebida ocasional com os amigos. Esteja atento ao quanto você se hidrata, não exagere nos coquetéis e programe suas bebidas longe dos dias difíceis de resistência.







Acompanhe o Rocky Mountain Games Pedra Grande 2024 ao vivo