Coronavírus: 5 sugestões de leitura para o tempo livre em casa

Por Verônica Mambrini

sugestões de leitura
Endurance e sua tripulação. Imagem: Reprodução/ Frank Hurley

Com a epidemia de #covid-19, muita gente está entrando em isolamento voluntário: fazendo home office, trocando a sessão na academia por treinos em casa e cancelando a viagem outdoor do fim de semana. Aulas estão suspensas em escolas e faculdades. Não é a melhor hora para sair para tomar uma cerveja com os amigos ou jantar fora. Com tudo isso, o tempo livre em casa pede boas maneiras de usá-lo. Entre lançamentos e clássicos, cinco sugestões de leitura para quem quer tirar o atraso de bons livros. 

“Endurance – A Lendária Expedição de Shackleton À Antártida”

Livros para ler na quarentena
Imagem divulgação

Talvez não exista um livro mais fantástico sobre isolamento do que este. O capitão Ernest Henry Shackleton foi um explorador polar que que liderou três expedições britânicas à Antárctida. Depois de perder a corrida pela conquista do Pólo Sul, ele voltou sua atenção ao norte, lançando a Expedição Transantártica Imperial (1914–17). A viagem não correu bem: o navio Endurance ficou preso no gelo. Isolados no pólo por mais de um ano, a aventura foi magnificamente registrada pelo fotógrafo Frank Hurley. Este livro conta, ilustrado com imagens impressionantes, como eles conseguiram suportar as privações, o tédio, as dificuldades extremas – sem nenhuma baixa. 

“Sapiens – Uma Breve História da Humanidade”

sugestões de leitura
Imagem: divulgação

Se estamos preocupados com o potencial de uma partícula de proteína tão pequena quanto um vírus afetar nossa sociedade, não é sem razão. O livro “Sapiens: História Breve da Humanidade”, de Yuval Harari, fala da história humana da perspectiva de que o Sapiens é o único animal que coopera em sociedade de forma flexível em largo número, por causa da cultura. Nossa crença em criações humanas como nação, dinheiro e religião foram capazes de nos fazer dominar geograficamente todos os ambientes e prosperar de forma única na Terra, vencendo desafios e ameaças como epidemias. 

+ 5 tipos de meditação úteis para seu esporte
+ Como desenvolver resistência mental

“Cérebro e meditação: Diálogos entre o budismo e a neurociência”

leituras para quarentena covid19
Imagem: Divulgação

De acordo com neurocientistas, o homem mais feliz do mundo é Matthieu Ricard. Monge budista há mais de quarenta anos, ele teve sua estrutura cerebral analisada e conta a história a quatro mãos com Wolf Singer, neurocientistas de calibre. Na forma de diálogos, a leitura é leve e gostosa, mesma em temas profundos como como a meditação muda os circuitos cerebrais ou a origem das emoções. Uma ótima leitura para estimular o próprio cérebro, regada com ciência e pitadas de conhecimentos milenares. 

“100 Dias entre o céu e o mar”

sugestões de leitura
Imagem: divulgação

Clássicos dispensam apresentações, mas vamos lá: quando você achar que a quarentena está difícil, pense nos 100 dias de solidão que Amyr Klink enfrentou voluntariamente ao cruzar do Atlântico ao Pacífico em um pequeno barco a remo. O tema torna este livro uma das sugestões de leitura mais adequadas para esse período. Lançado em 1985, o livro foi a primeira grande viagem de Amyr e se tornou um best seller. Atravessando tempestades, encontros com tubarões, noites interrompidas pelos rígidos protocolos de navegação, o navegador cruzou mais de 3500 milhas (cerca de 6500 quilômetros) desde o porto de Lüderitz, no sul da África, até a praia da Espera no litoral baiano, com contatos esporádicos com família e amigos. 

“Highlands – Por Baixo do Saiote Escocês”

sugestões de leitura
Imagem: divulgação

Longas viagens em solitário sempre rendem: é praticamente impossível atravessá-las sem momentos de solidão, perrengues, e alguma história divertida. Por 23 dias, o escritor de aventura brasileiro Guilherme Cavallari atravessou as Highlands escocesas, pela trilha Cape Wrath, de 450 km. Ao falar da sua aventura (e também dos muitos demônios internos que inevitavelmente dão as caras em jornadas assim), ele aproveita para contar a história de um escocês ilustre, o conservacionista John Muir. O próprio livro é atravessado por muitas sugestões de leitura para quem gosta de viajar.

 

-Publicidade-