Ciclismo no Circuito das Águas de SP: veja o que fazer

Por Redação

Ciclismo no Circuito das Águas de SP: veja o que fazer - Go Outside
Rota de bike em Socorro. Foto: Divulgação/CICAP Socorro

O Circuito das Águas Paulista conta com nove cidades, localizadas entre a região de Campinas e o sul de Minas Gerais, e tem percursos de ciclismo para diferentes níveis e modalidades. Águas de Lindóia, Amparo, Holambra, Jaguariúna, Lindóia, Monte Alegre do Sul, Pedreira, Serra Negra e Socorro são cercadas por belas paisagens com montanhas, vales, florestas e rios e têm rotas de bike na terra e no asfalto.

+ 5 lugares para pedalar próximos à cidade de São Paulo
+ Cicloturismo: como se preparar para sua primeira viagem de bike

As rotas de ciclismo do Circuito das Águas são direcionadas para tanto para mountain biking e BMX, quanto para passeios tranquilos de cicloturismo, com paradas pelo caminho para curtir o destino.

O que fazer no Circuito das Águas de SP: ciclismo

Com mais de 1.300 km de caminhos rurais, trilhas e estradas de terra que podem ser percorridas sobre duas rodas, Socorro é conhecida como a capital da aventura. Pensando na popularidade do ciclismo, que ganhou muitos adeptos durante a pandemia, o Hotel Fazenda Colina dos Sonhos criou o Colina Bike Park. São mais de 20 trilhas na mata em circuito sinalizado, com acesso a mais de 12 cachoeiras. Há ainda pistas de enduro e downhill para os mais experientes.

Também de olho nessa tendência, Águas de Lindóia criou sete rotas oficiais de cicloturismo no ano passado. Segundo a Secretaria de Turismo e Cultura do município, o objetivo é estimular o ciclismo e o turismo de aventura, aliando a prática às belezas naturais e aos pontos turísticos da cidade. O mapeamento teve o apoio de Denis Mathias, ciclista de Águas de Lindóia que recentemente percorreu mais de 13 mil km pelo Brasil de bicicleta. As rotas da cidade têm entre 12 km e 50 km de extensão.

Muitos clubes de ciclismo têm se estabelecido no Circuito das Águas Paulista, contribuindo para a popularidade do esporte na região. Essas associações promovem passeios ciclísticos e eventos especiais durante todo o ano e servem como incentivo principalmente para quem quer ingressar no esporte. Há dezenas de clubes, como o Catedral Bike Clube, de Amparo, e o Jaguariúna Bike Club. A região também é local de treinamento de atletas profissionais do ciclismo e do triatlo, como André Luís Baroni Nora e Dimas Marchi.

Para quem tem experiência na bike, o Circuito das Águas Paulista conta com vários trajetos extensos, com algumas subidas mais íngremes e descidas. Um deles começa no centro de Amparo e segue até Serra Negra, passando por Monte Alegre do Sul. Outro percurso vai de Jaguariúna até o Moinho Povos Unidos em Holambra, com trechos de asfalto e de estrada de terra.

A cidade de Holambra, inclusive, foi escolhida pelo Grupo CCR para receber em janeiro deste ano a primeira de várias CicloRotas que serão implementadas no estado de São Paulo. A Rota das Flores, como foi chamada, tem 14 km de extensão pela estrada HBR-040 e infraestrutura adequada, sendo mais segura para o tráfego de bicicletas. O trecho, que conta com belas paisagens, recebeu melhorias no asfalto e na sinalização.

-Publicidade-