5 lugares para pedalar próximos à cidade de São Paulo

Por Redação

rocky mountain games
Belezas naturais da Pedra Grande serão uma atração à parte na etapa de abertura do Banco Master Rocky Mountain Games 2022. Foto: Shutterstock.

Na última semana, o Governo do Estado de São Paulo anunciou a construção de uma ciclovia de 57 quilômetros de extensão na Rodovia dos Bandeirantes, que irá ligar a capital paulista até a cidade de Itupeva, no interior.

+ Pedra Grande promete desafios e belezas naturais no Rocky Mountain Games
+ Conheça a Pedra Grande de Atibaia, palco da abertura do RMG 2022
+ Rocky Mountain Games: faça sua inscrição

Nos meses de dezembro e janeiro outras duas alternativas seguras para quem gosta de pedalar em estradas já haviam sido inauguradas pelo governo paulista em parceria com o Grupo CCR: a Rota das Flores e a Rota das Frutas.

Enquanto o trajeto da Rota das Frutas passa por pontos turísticos como o Mosteiro de São Bento, no município de Vinhedo, e por inúmeras propriedades frutíferas e comércios regionais, a Rota das Flores, em Holambra, propicia a oportunidade de pedalar por belas paisagens no município que é considerado um pedaço da Holanda no Brasil.

E as novidades não param por aí: mais três rotas de lugares para pedalar perto de São Paulo podem ser lançadas ainda neste ano: a primeira interligará as regiões de Caieiras e Nazaré Paulista; a segunda será a Alphaville/Romeiros e a terceira ficará entre Mogi das Cruzes e Guararema.

A seguir, selecionamos 5 lugares para pedalar próximos à cidade de São Paulo que já oferecem boa estrutura e opções para todos os níveis.

Pedra Grande, Atibaia

Rocky Mountain Games abre a temporada de 2022 na Pedra Grande. Foto: Ricardo Leizer / Rocky Mountain.

Distante apenas 85 km da capital, a Pedra Grande, em Atibaia (SP), é um maciço de pedra que fica a 1.400m de altitude. Por causa das subidas íngremes o pedal pode ser exigente. Já a descida é só alegria, com um infinito downhill que garante uma boa dose de adrenalina.

Além da emoção do mountain bike, o ambiente de beleza natural é uma atração à parte. Símbolo do município de Atibaia, a área da Pedra Grande conserva biodiversidade da Mata Atlântica e também características do cerrado. Tudo isso sem contar o visual estonteante quando se atinge o cume da Pedra.

Para quem quiser curtir esse ponto turístico sobre duas rodas, o Rocky Mountain Games vai abrir o calendário de 2022 nos dias 2 e 3 de abril na Pedra Grande com modalidades como MTB, além de trail run, canicross, Hike & Fly e muito mais. Há também atividades para crianças e família, atrações culturais, cervejas artesanais e food trucks.

Parque Cemucam

lugares pedalar São Paulo
Pista de MTB XCO do Parque Cemucam fica a poucos quilômetros da capital paulista. Foto: Reprodução / @parque_cemucam.

Localizada no Parque Cemucam, em Cotia, a apenas a 40 quilômetros da capital, a trilha é voltada ao público de mountain bike. É considerada a mais antiga trilha pública de MTB cross country do Brasil.

O percurso total possui 8 quilômetros de extensão, oferecendo trajetos variados por dificuldade, em que o ciclista escolhe qual trilha percorrer. É um prato cheio para quem gosta de terra, natureza e emoção em cima da magrela.

O Cemucam também já sediou eventos importantes como o MTB 12 horas e o Campeonato Brasileiro de XCO, modalidade hoje impulsionada por grandes talentos como Henrique Avancini e Luiz Henrique Cocuzzi.

Há alguns anos, o local vem sendo revitalizado com o apoio da comunidade de ciclistas  e também de nomes como Eduardo Ramires, ex-técnico da seleção brasileira de MTB e seis vezes campeão brasileiro Master.

lugares pedalar São Paulo
Estrada dos Romeiros. Foto: Shutterstock.

Estrada dos Romeiros

Um dos locais mais clássicos do ciclismo paulista e procurado por ciclistas de diversas modalidades. A Estrada dos Romeiros começa no km 48 da Rodovia Castello Branco, passando pelos municípios de Santana de Parnaíba, Cabreúva e finalizando em Itu. Uma boa dica, antes de iniciar o pedal, é tentar estacionar o carro em postos de combustível da Castello Branco, próximo ao município de Santana de Parnaíba (que é mais tranquilo).

A rota mais frequentada fica entre Santana de Parnaíba e Cabreúva. Ela tem 1.200 metros de altimetria acumulados com 80 quilômetros de distância, podendo se estender a um “treino longão” de até 100 quilômetros. Mas, caso o ciclista ainda não esteja preparado para encarar essa distância, a sugestão é fazer uma rota mais curta, saindo de Cabreúva (ponto de encontro na UP Cycling), até o Portal de Itu.

Ida e volta, são apenas 34 quilômetros com 300 metros de altimetria acumulados. Aos sábados e domingos de manhã, o tráfego de veículos é menor. Porém, muita atenção com os motociclistas e cuidado com os romeiros que encontrar pelo caminho.

Rota das Frutas

De fácil acesso a partir das rodovias do Sistema Anhanguera-Bandeirantes, está a aproximadamente 60 quilômetros da capital. A rota passa por Jundiaí, Louveira, Vinhedo e Itatiba, municípios reconhecidos pela produção de frutas. Desafiadora pela extensão, assim como a dos Romeiros: são 75 quilômetros com um acúmulo de elevação de 1.355 metros. Essa rota desafia os ciclistas mais experientes.

Mas também é ideal para quem quer aproveitar o melhor da região ao realizar um passeio turístico, explorar essas cidades históricas, sem, necessariamente, pedalar o percurso todo.

Em formato circular, a Rota das Frutas pode ser iniciada a partir de cinco pontos e possui infraestrutura de apoio, como estacionamento, banheiros e espaços de alimentação. Em Jundiaí (ponto principal), ela pode começar no Parque da Cidade ou no Paço Municipal; em Louveira, na Estação Ferroviária; em Vinhedo, na Represa João Gasparini; e, em Itatiba, na Av. Genaro Palladino.

Rota das Flores

Rota das flores
Rota das Flores conta com 14 km em Holambra, município que é um pedaço da Holanda no Brasil. Foto: Shutterstock.

Localizada a 140 quilômetros da capital, em Holambra, essa rota tem fácil acesso a partir das rodovias do Sistema Anhanguera-Bandeirantes e SP-340 – Rodovia Governador Adhemar Pereira de Barros (Campinas-Mogi-Mirim). A rota é indicada para todos os níveis de ciclista.

O percurso totaliza 14 quilômetros e possui 176 metros de altimetria acumulados. A cidade de Holambra é conhecida pelos campos de flores e por abrigar a Expoflora.

Com informações da Semexe.

-Publicidade-