Brasileiros conseguem resultado histórico no bobsled; Alemanha faz dobradinha

Brasileiros conseguem resultado histórico no bobsled; Alemanha faz dobradinha
Foto: Vietrus Lacis/IBSF

Neste domingo (20) os brasileiros Edson Bindilatti, Rafael Souza, Erick Vianna e Edson Martins brilharam no bobsled four-man, levando o país a 20° posição na disputa, a melhor classificação de um trenó brasileiro na prova. Já os trenós pilotados pelos alemães Francesco Friedrich (ouro) e Johannes Lochner (prata) tiveram uma dobradinha.

+ Noruega leva ouro no esqui cross-country em Pequim-2022

+ Suécia leva ouro no curling masculino nos Jogos de Inverno

+ Barron Mamiya e Brisa Hennessy vencem em Sunset Beach; Caio Ibelli fica em 3º

A equipe brasileira tinha como foco ficar entre as 20 primeiras posições na disputa, já que apenas o top 20 compete na quarta descida que define os medalhistas. O melhor placar do time brasileiro no time masculino foi o 23° em Pyeongchang 2018.

Depois das duas primeiras descidas, o trenó do Brasil estava exatamente no 20° lugar, mas bem próximo das equipes que disputavam o top 15. No terceiro tempo, a equipe brasileira não fez uma descida tão boa como as anteriores, com alguns pequenos erros. Com 59.78, o time comandado por Edson Bindilatti teve que lutar contra os adversários, mas conseguiu garantir boa colocação e avançar para a final.

Na final da disputa o Brasil fez um tempo de 59.61, conquistando a 20° posição. Somando as quatro descidas a equipe concluiu 3:58.48.

Esse é o melhor placar masculino do Brasil nas Olimpíadas de Inverno. Anteriormente, apenas a equipe feminina havia ficado no top 20.

Competindo pelo ouro, a disputa começou com os dois principais trenós da Alemanha separados por três centésimos. Na descida neste domingo, trenó pilotado por Friedrich conseguiu aumentar a diferença para 0.37, levando a medalha de ouro com 3:54.30.

Já o trenó pilotado por Lochner ficou em segunda posição, conseguindo um tempo de 3:54.67 na soma das quatro descidas.

A medalha de bronze ficou com o Canadá, com o trenó sendo pilotado por Justin Kripps. Os canadenses ficaram em terceira posição com um tempo de 3:55.09, passando o outro trenó da Alemanha na briga pelo pódio por apenas seis centésimos.

-Publicidade-