Os benefícios de treinar glúteos além da estética

Por Redação

Os benefícios de treinar glúteos além da estética | Go Outside
Foto: Shutterstock

O melhor do exercício vem quando não se pensa em estética, mas sim na saúde e bem-estar do nosso corpo. Quem costumar fazer séries focadas no bumbum muitas vezes não conhece os muitos benefícios de treinar glúteos. Desvende este tema:

+ Para fortalecer o bumbum: 6 exercícios de ponte para glúteos
+ Como alongar os glúteos: 5 alongamentos que você deveria fazer

O bumbum está dividido em três partes: glúteo máximo, médio e mínimo. Treinos destas diferentes regiões trazem uma série de melhorias para o corpo. Confira:

Os benefícios de treinar glúteos além da estética

  • Ajuda na estabilidade da pelve e da coluna vertebral;
  • Auxilia no controle de todos os movimentos corporais, incluindo os mais intensos, como na prática de esportes, e os mais simples do dia a dia, como caminhar, sentar, subir, descer, abaixar, empurrar e puxar;
  • Centraliza o corpo;
  • Favorece o alinhamento das articulações;
  • Previne lesões;
  • Desacelera os processos degenerativos.

Para conseguir esses benefícios, é necessário que outros grupos musculares trabalhem em sinergia. É preciso fortalecer diversas regiões do corpo para obter resultados estéticos e funcionais nos glúteos.

“Houve uma grande evolução científica em relação àquilo que se pregava antes. Hoje se sabe que não existe glúteo forte com abdômen, assoalho pélvico e musculatura dorsal (costas) fracos. É preciso ter uma estrutura firme que sustente a alavanca de força, mantendo o alinhamento do quadril e a curvatura neutra da coluna para realmente ativar os glúteos”, explica Leisa Canova, professora da Cia Athletica.

+ Treino com o peso do corpo em 15 minutos
+ Exercícios para glúteos duros: veja 9 opções

Para que qualquer treinamento seja eficaz, é essencial ter concentração. A especialista afirma que é necessário atingir a sinestesia e sentir a percepção do movimento. Entender os movimentos e os limites do corpo evitam erros na execução dos exercícios e faz com que a pessoa gaste a quantidade certa de energia em determinada atividade.

“Treinar glúteos é muito mais complexo do que se imagina. Não basta empurrar e puxar peso sem levar em consideração o fortalecimento do corpo como um todo”, completa Leisa.

-Publicidade-