Austrália deixará de exigir teste de covid-19 de viajantes internacionais

Por redação

Austrália teste covid-19
A partir do dia 17 de abril, não será mais necessário fazer teste de covid-19 para entrar na Austrália - Foto: shutterstock

O Ministro da Saúde da Austrália, Greg Hunt anunciou na última sexta-feira (25) que a Austrália não exigirá mais teste de covid-19 de viajantes internacionais. A medida entre em vigor dia 17 de abril e é parte do vencimento da Determinação de Emergência de Biossegurança em relação à pandemia de coronavírus no país australiano, que não será renovada na mesma data.

+ Trem de 100 anos oferece roteiro para conhecer o deserto australiano

+ Vídeo: Cerca 50 milhões de caranguejos atravessam estrada na Austrália para acasalar

+ Drone flagra golfinhos ‘pegando onda’ na Austrália

Com o fim do período de restrições, cruzeiros também poderão navegar e atracar em portos australianos a partir do dia 17. No entanto, a exigência de comprovante de vacinação completa contra a covid-19 ainda será necessária tanto para embarcações, quanto para voos.

Conforme orientação médica, as máscaras também continuam sendo obrigatórias dentro das aeronaves. “O período de emergência foi uma decisão crucial tomada no início da resposta da Austrália à pandemia. Fechar as fronteiras rápido foi uma atitude difícil, mas decisiva que permitiu que a Austrália gerenciasse a pandemia e minimizasse a perda de vidas”, comentou o ministro.

“Os últimos dois anos foram desafiadores, mas mostramos o melhor da Austrália — pessoas cuidando umas das outras, trabalhando de casa, estudando à distância e, mais importante, se vacinando”, destacou.

Para entrar na Austrália, todas as vacinadas já aprovadas ou reconhecidas pela TGA (Therapeutic Goods Administration) – a Anvisa de lá – são aceitas. São válidos, portanto, os seguintes imunizantes: Pfizer, Moderna, Janssen, AstraZeneca (Covishield ou Vaxzevria), Sinovac (CoronaVac), Sinopharm e Covaxin.

A Austrália só abriu as suas fronteiras para viajantes internacionais em 21 de fevereiro e para embarcar, passageiros ainda devem apresentar um teste negativo para covid-19, que deve ser o PCR e feito até 72 horas antes do voo ou o teste rápido de antígeno feito com supervisão médica até 24 horas antes.

-Publicidade-