Vândalos picham popular trilha do Parque Nacional de Yosemite

Por Redação

Foto: Foto: Reprodução / Backpacker.

Funcionários do Parque Nacional de Yosemite, nos EUA, estão à procura do responsável por uma pichação ao longo de uma das trilhas mais populares do local.

No dia 20 de maio, autoridades do parque receberam uma série de ligações alertando sobre pichações recentes nas Cataratas de Yosemite e ao longo de uma das trilhas mais antigas de Yosemite.

Leia mais

+ Yellowstone altera nome de montanha em homenagem aos povos nativos

+ Travessia Petrópolis-Teresópolis: um dos melhores trekkings do Brasil

+ 9 dicas para que sua próxima road trip seja perfeita

Após uma investigação mais aprofundada, os guardas encontraram 30 áreas diferentes marcadas com tinta spray azul e branca, com pedras desalojadas e espalhadas.

Fotos divulgadas pelo Parque Nacional de Yosemite mostram escritas incluindo a palavra “Fresno” e o número 559 (código de área da cidade) marcadas nas paredes de pedra que margeiam a trilha.

No Facebook, funcionários do parque afirmaram que os guardas florestais montaram um bloqueio de trilha e foram capazes de identificar possíveis suspeitos, e pediram que qualquer pessoa que pudesse ter testemunhado o vandalismo ou gravado provas fotográficas ou em vídeo entrasse em contato com o parque.

Este é um dos vários incidentes graves de vandalismo que ocorreram em parques nacionais nos últimos anos. No último mês abril, o Parque Nacional de Zion descobriu uma série de esculturas e picachões no parque.

Em janeiro deste ano, guardas florestais em Big Bend descobriram que um visitante havia arranhado diretamente sobre uma escultura em pedra que tinha pelo menos 5.000 anos; foi pelo menos a 50ª vez que alguém vandalizou uma gravura rupestre no parque.

Entre 2018 e 2020, Death Valley experimentou grafite contínuo, quando alguém pintou “Steve & Stacy” em rochas, edifícios e infraestrutura do parque. O responsável acabou se entregando.

Em muitos desses casos, os gerentes do parque recorreram ao público em busca de ajuda para identificar suspeitos. Depois de experimentar sua onda de vandalismo mais recente, os funcionários do Parque Nacional de Zion incentivaram outros visitantes a relatar os incidentes e a gravar vídeos e fotos dos criminosos.

Vandalizar superfícies em parques nacionais é uma contravenção federal nos EUA. Os responsáveis ​​podem enfrentar de 3 a 6 meses de prisão e até US$ 500 (cerca de R$ 2.500) em multas; o NPS (National Parks Service) também costuma banir muitos deles dos parques.

Fonte Backpacker

-Publicidade-