Em apoio à Ucrânia, Strava suspende operações na Rússia e Bielorrússia

Por Redação

Foto: Shutterstock.

Maior plataforma de monitoramento esportivo do mundo, o aplicativo Strava decidiu suspender suas operações na Rússia e Bielorrússia após a invasão da Ucrânia.

+ As consequências da guerra na Ucrânia para o turismo global
+ International Surfing Association exclui atletas russos de seus eventos
+ Por que usar aplicativo de corrida? Veja opiniões de quem aderiu

Michael Horvath, CEO da empresa que conta com 96 milhões de usuários, também anunciou algumas medidas para ajudar os afetados pela guerra.

“Estamos fazendo doações para organizações humanitárias focadas em apoiar os deslocados pela guerra, incluindo o Comitê Internacional da Cruz Vermelha”, declarou Horvath.

O Strava lançou o “Desafio de Socorro à Ucrânia”, pedindo aos usuários e atletas para registrarem 5 km de qualquer atividade baseada em distância e ganhar um distintivo, incentivando a todos para contribuir com os esforços da Cruz Vermelha.

“Reconhecemos que a suspensão dos serviços na Rússia e na Bielorrússia mudará nosso relacionamento com os muitos membros valiosos de nossa comunidade nas regiões afetadas e que não apoiam o regime totalitário de Putin que governa a Rússia”, disse o Strava em nota oficial.

“Além disso, reconhecemos que nosso apoio à Ucrânia pode ser um desafio para alguns, devido aos relatos de práticas discriminatórias nas passagens de fronteira, mas sentimos que nosso curso de ação é necessário pelo imperativo maior de fazer o que pudermos para paz”, completou.

De acordo com a ONU, mais de 2 milhões de refugiados já deixaram suas casas na Ucrânia depois da invasão da Rússia, transformando a guerra em uma iminente crise humanitária.

-Publicidade-