Início do ciclo Paris-2024: Entenda o sistema de classificação do skate para as Olimpíadas

Por Redação

Veja o sistema de classificação do skate para as Olimpíadas de Paris-2024 - Go Outside
Yndiara Asp nas qualificatórias do Skate Park de Tóquio-2020. Foto: Miriam Jeske/COB

Após a estreia de sucesso nos Jogos de Tóquio-2020, o skate segue firme nas Olimpíadas e já tem o sistema de classificação definido para começar o ciclo Paris-2024. Entenda como acontecerão as classificatórias da modalidade:

+ Rio receberá Mundiais de skate que valerão pontos rumo às Olimpíadas
+ Surf e skate podem se tornar modalidades paraolímpicas

Quantos atletas vão competir no skate nas Olimpíadas de Paris-2024?

No total, 88 atletas vão disputar a modalidade nos Jogos de Paris, sendo 22 atletas por evento para street feminino e masculino e park feminino e masculino. O número é 8 a mais no total do que em Tóquio.

Como país sede dos Jogos Olímpicos, a França tem 4 vagas garantidas, uma para cada evento citado acima. Outras 4 vagas serão destinadas ao critério de “universalidade”, que serão decididas pelo Comitê Olímpico Internacional (COI).

As outras 80 vagas serão atribuídas com base nas competições que antecedem os Jogos, com um máximo de 12 vagas por Comitê Olímpico Nacional (CON) – três para homens e três para mulheres em cada evento.

Sistema de classificação do skate para as Olimpíadas de Paris-2024

Para os 80 atletas (20 por evento) que pretendem se qualificar para os Jogos de Paris (fora da nação anfitriã e Universality Places), o processo será o seguinte:

Primeiro, a/o atleta precisará ser listado pelo nome no Ranking Mundial de Skate Olímpico (OWSR, sigla em inglês) a partir de 24 de junho de 2024. Várias competições serão levadas em consideração no ranking e os cinco níveis de eventos a partir dos quais os pontos são atribuídos são os seguintes:

  • Campeonato Mundial
  •  Qualifying Series
  • Pro Tour
  • Eventos ‘5 estrelas’
  • Eventos ‘3 estrelas’

Ao contrário das classificatórias de Tóquio-2020, os campeonatos continentais agora serão classificados como eventos de ‘3 estrelas’ e os campeonatos nacionais não serão incluídos na qualificação.

O Ranking Mundial de Skate Olímpico será dividido em três temporadas: de 22 de junho a 31 de dezembro de 2022; de 1 de janeiro a 31 de dezembro de 2023 e de 1 de janeiro a 23 de junho em 2024.

Os atletas serão selecionados pelos nomes, que serão decididos de acordo com o ranking a partir de 24 de junho de 2024. Cada um dos cinco continentes já tem garantido um atleta por evento. Se um continente não qualificar um skatista, a vaga será atribuída ao atleta mais bem classificado no ranking da representação do continente, se disponível.

Eventos de classificação de Paris-2024 em 2022

Três eventos de 2022 contarão para a classificação no Ranking Mundial de Skate Olímpico. São eles:

  • Pro Tour Roma (street): 26 de junho a 3 de julho em Roma, na Itália
  • Mundial de skate (park): 2 de outubro a 9 de outubro no Rio de Janeiro
  • Mundial de skate (street): 9 de outubro a 16 de outubro no Rio de Janeiro

Formato do skate nas Olimpíadas de Paris-2024

As disputas do skate nos Jogos de Paris acontecerão durante quatro dias no La Concorde, nos dias 27 e 28 de julho para o street e 6 e 7 de agosto para o park.

Os formatos de competição do street para as Olimpíadas e todos os eventos de qualificação já foram definidos pela World Skate. As competições serão realizadas em duas fases: a qualificação e a final, com os oito primeiros da primeira fase avançando para a final.

Em cada fase, os skatistas completarão duas voltas de 45 segundos cada, que serão pontuadas entre 0 e 100, contando apenas a pontuação da melhor volta. Eles então realizam cinco manobras, também pontuadas entre 0 e 100, com as duas melhores contando para a pontuação. A pontuação total é compilada somando as pontuações da melhor volta e duas manobras, fazendo uma pontuação final entre 0 e 300.

Uma nova regra importante que foi adicionada é o Scoring Refusal Procedure (“Procedimento de Recusa de Pontuação”) da fase de manobras. Um skatista agora tem o direito de “apagar” uma manobra se quiser tentar melhorá-la, sem levar a nenhuma penalidade de repetição. As tentativas recusadas contam para zero pontos.

O formato do park para os Jogos e as eliminatórias de Paris-2024 ainda não foi divulgado.

-Publicidade-