Não mais do que seis xícaras de café, diz uma nova pesquisa

Por Redação

Um novo estudo da Universidade da Austrália do Sul determinou que seis xícaras de café é a quantidade máxima que uma pessoa deve consumir diariamente. Mais do que isso, a cafeína pode aumentar o risco de doenças cardiovasculares em 22%.

A cafeína é um estimulante que aumenta a pressão sanguínea que, por sua vez, é ruim para o coração. Este estudo “confirma o ponto em que o excesso de cafeína pode causar pressão alta, um precursor de doenças cardíacas”.

Pesquisadores examinaram 347.077 adultos entre as idades de 37 a 73. Os resultados são específicos para a população australiana, onde um em cada seis cidadãos do país sofrem de doença cardiovascular.

+ Os sinais de que você está exagerando na cafeína
+ Farinha de aveia ainda é o melhor café da manhã para esportistas

“A maioria das pessoas concorda que, se você toma muito café, pode se sentir nervoso, irritado ou até enjoado – porque a cafeína ajuda seu corpo a trabalhar mais rápido e com mais força, mas também é provável que você tenha atingido seu limite por enquanto”, disse a pesquisadora Elina Hyppönen.

Agora, o propósito da descoberta não é assustá-lo quanto ao café. Mas é importante desfrutar a bebida com moderação, mantendo-se ciente dos riscos para a saúde.

“Estima-se que três bilhões de xícaras de café são apreciadas todos os dias ao redor do mundo”, disse Hyppönen. “Conhecer os limites do que é bom para você e o que não é excessivo”.

-Publicidade-