Brasileiro quer ser primeiro amputado sul-americano a subir o campo base do Everest

Por Redação

Brasileiro quer ser primeiro amputado sul-americano a subir o campo base do Everest | Go Outside
Fotos: Reprodução/Instagram e Shutterstock

O brasileiro João Carlos Rodovalho Costa está prestes a fazer história no montanhismo. O paratleta de 38 anos quer ser o primeiro amputado sul-americano a subir até o acampamento base do Everest a 5.364 metros em abril.

+ Essa é a vista do topo do Monte Everest
+ Primeiro grupo norte-americano negro a subir o Everest: conheça a expedição

Mais conhecido como João Saci, o goiano venceu o câncer cinco vezes, tendo o primeiro diagnóstico de um tumor no joelho aos 17 anos, quando precisou amputar sua perna. Desde então, ele também precisou retirar parte do pulmão devido a outro câncer.

A história do paratleta no esporte começou com a natação ainda quando adolescente, o que virou sua válvula de escape durante a luta contra o câncer, tanto física quanto mentalmente. Ele levou o primeiro lugar nos 100 metros costas no Campeonato Brasileiro de Natação Paralímpico em 2002, entre outros títulos ao longo dos anos.

Primeiro amputado sul-americano no campo base do Everest

A expedição de João Saci ao acampamento base do Everest está prevista para 6 de abril, com retorno em 24 do mesmo mês. Sua rotina de preparação envolve treinos de cross fit e musculação para fortalecer o coto e os músculos do corpo, repadronização funcional com um fisioterapeuta e rotinas de trilha, caminhadas e subidas de escadaria.

Para a escalada, o paratleta vai usar dois joelhos biônicos disponibilizados pela sua patrocinadora Ossur, fabricante mundial de próteses. João também contará com acompanhamento de fisioterapeutas, médico do esporte, preparador físico e ortopedista.

A expedição será realizada pela Grade 6 Expedições, agência do consagrado guia de montanha brasileiro Carlos Santalena. “O feito e a façanha do João serão um marco para o montanhismo Sul americano. Ele será o primeiro amputado da América do Sul a chegar até o acampamento base do Everest que fica a 5.364 metros de altura”, afirma o montanhista.

-Publicidade-