Posto de correio mais remoto do mundo abre vaga de emprego na Antártica

Por Redação

correio Antártica
Foto: Shutterstock.

Instituição de caridade localizada no Reino Unido, a UK Antarctic Heritage Trust está à procura de pessoas para administrar um posto de correio na Antártica, considerado o mais remoto do mundo.

Leia mais

+ Barco “Endurance” é localizado na Antártica após mais de um século

+ Plataforma de gelo na Antártica desmorona após onda de extremo calor

+ Cicloturismo: como se preparar para sua primeira viagem de bike

A agência fica na Ilha Goudier, em Port Lockroy, a base britânica permanente mais antiga na Península Antártica. Devida à pandemia, o local não está aberto ao público desde 2020.

Agora, nesta temporada de verão na Antártica  – que vai de novembro de 2022 a março de 2023 – uma equipe será contratada para ajudar em diferentes funções, como gerente de loja, líder de base e assistente geral.

Segundo a rede britânica BBC, os candidatos considerados ideais precisarão ter boa aptidão física, aguentar viver sob temperaturas negativas e ser ambientalmente conscientes, tendo noção de como viver com impacto mínimo sobre a natureza local.

Quem se candidatar também precisará estar disponível para treinamento em Cambridge, realizado em outubro.

Os aprovados terão a tarefa de não apenas administrar os correios, mas também ajudar a manter o museu e a loja de presentes em ordem, sem contar na parte mais importante: farão parte de uma equipe de contagem de pinguins, já que Port Lockroy compartilha a Ilha Goudier com uma colônia de pinguins Gentoo.

A base é visitada por mais de 120 navios de cruzeiro a cada verão e estima-se que 60 mil cartões postais passam pelo serviço local.

Port Lockroy foi lar de exploradores antes de virar uma base britânica, usada para estudos científicos até 1962.

-Publicidade-