Por que você deveria (ou não) tomar biotina

biotina
Foto Shutterstock

Se você tem andado pelo corredor de vitaminas da farmácia, provavelmente encontrou algumas opções de biotina. Vendedores deste suplemento de beleza fazem grandes promessas. As pessoas afirmam que ele pode dar-lhe unhas duras, cabelos incríveis e pele impecável.

>> Siga a Go Outside no Instagram

É barato e de fácil acesso, então não é uma surpresa que as mulheres estão usando em massa. Mas este suplemento é realmente a dádiva que afirma ser? E existem efeitos colaterais da biotina que você deveria conhecer? Bom, acompanhe o guia a seguir.

O que é biotina, afinal?

A biotina, também conhecida como vitamina B7 ou H, é uma vitamina do complexo B que é encontrada naturalmente em muitos alimentos, incluindo ovos, leite, nozes e grãos. Um dos efeitos da biotina é que ela ajuda a transformar os carboidratos, gorduras e proteínas dos alimentos que você ingere na energia que precisa.

+ Suplementos esportivos: entenda o que são e para que servem
+ Mitos e verdades sobre o whey protein

Por ser solúvel em água, o excesso de biotina não é armazenado em seu corpo. Na verdade, ela apenas sai quando você faz xixi. Mas se você seguir uma dieta saudável, provavelmente já tem toda a biotina de que precisa, de qualquer forma.

Mas você realmente precisa de uma tonelada de biotina para viver bem? A deficiência desde nutriene é extremamente rara, porque nossos corpos requerem apenas uma quantidade muito pequena, facilmente alcançável com uma alimentação relativamente normal. Além disso, o nosso próprio corpo tem capacidade de produzir biotina, por meio das bactérias intestinais que fazem parte da nossa biota.

Além de ser apontado como um remédio mágico para queda de cabelo, unhas quebradiças e pele seca, suplementos de biotina às vezes podem ser prescritos por médicos também por outras razões, como aliviar deficiências causadas pela esclerose múltipla, aliviar diabetes e nervos relacionados ao diabetes, de acordo com a National Library of Medicine.

Biotina funciona para o crescimento do cabelo?

Não fique muito animada. Alguns estudos apontam a biotina como um complemento eficaz para o crescimento do cabelo, mas a dura verdade é que não há muita prova científica para mostrar o quão eficaz ela é no tratamento de qualquer uma dessas condições de saúde. Existem alguns estudos preliminares que podem sugerir um benefício, mas, no geral, ainda falta de evidências para recomendar fortemente o uso.

Ela pode ter efeitos colaterais?

A verdade é que você provavelmente nunca vai ouvir falar do risco do excesso de biotina, porque qualquer tipo de efeito colateral de uma dose alta ou overdose são raros. Isso porque o que o corpo não precisa é excretado na urina e fezes.

No entanto, suplementos de cabelo, pele e unhas vêm com um aviso. Mesmo em pequenas quantidades de biotina, um dos efeitos colaterais é que às vezes pode estragar os resultados de exames. Isso principalmente se você tiver problemas com seus níveis de hormônio ou tireóide, níveis de troponina cardíaca (usados para diagnosticar ataques cardíacos) ou níveis de vitamina D. Isso pode levar a resultados falsos e erros de diagnóstico, que podem ser potencialmente perigosos ou levar você a se preocupar ou gastar dinheiro em procedimentos médicos ou medicamentos desnecessários.

Se você tomar biotina, tenha isso em mente na próxima vez que seu médico pedir um exame de rotina. Informe a seu médico e nutricionista quais suplementos está tomando para evitar diagnosticar erroneamente uma condição médica.

Como não tem um tempo exato determinado para o corpo se livrar dos excessos do suplemento, seu médico pode recomendar que você pare de tomar o suplemento alguns dias antes de ir ao laboratório.

Outro possível efeito colateral biotina é causar erupção cutânea, se for tomada em grandes quantidades. Se observar alterações dermatológicas, avise seu médico. Ele pode ajustar a dosagem ou suspender o uso do suplemento.

Preciso mesmo tomar biotina?

Não vale muito a pena. Por causa da falta de apoio científico e ao fato de poder interferir em testes de laboratório, a biotina geralmente não é recomendada pela maioria dos médicos. Mas, se você ainda quiser usar de qualquer maneira, certifique-se de comprar uma marca de boa reputação e esteja ciente dos possíveis efeitos colaterais.

O nível recomendado de “ingestão adequada” (AI) para biotina é de até 30 microgramas (mcg) para mulheres com 19 anos ou mais. Mulheres grávidas devem consumir 30 mcg; 35 se amamentando.

Mas lembre-se: se você está comendo uma dieta saudável que inclua carnes, sementes, nozes e vegetais, é provável que já esteja alcançando essa ingestão, e o risco de efeitos colaterais da biotina podem não valer a pena. Se você está pulando certos alimentos ou grupos, será bom conversar com um nutricionista para ajudá-lo a encontrar quais nutrientes você pode ser deficiente e fazer os ajustes necessários na dieta.

-Publicidade-