Pesquisa mostra quem é mais propenso a solicitar resgate ao ar livre

Por Backpacker/Outside USA

Mapa que ilustra pesquisa sobre resgate ao ar livre
Imagem: Rehan Nana/Garmin

Aqui estão os dados de todos os pedidos de ajuda e resgate ao ar livre via comunicador por satélite que o Garmin inReach recebeu no ano passado

+ Quando e como você deve solicitar resgate
+ As melhores estratégias de sobrevivência no outdoor

Desde 2011, a tecnologia do comunicador por satélite Garmin inReach tem ajudado as pessoas a se comunicarem com entes queridos fora da cobertura telefônica, a navegar em rotas e, em emergências, a acionar uma mensagem SOS interativa para o centro de coordenação de resposta da Garmin. Os usuários do Garmin inReach podem acionar uma resposta SOS em todo o mundo, graças à cobertura global de 100% da rede de satélites Iridium e a uma equipe de socorristas em mais de 200 países e territórios.

Nesta quinta-feira (29), a Garmin divulgou seu Relatório Anual de Socorro de 2023, e os resultados revelam muito sobre o comportamento e a segurança dos caminhantes e trilheiros.

Por que os aventureiros acionam o botão SOS?

O motivo mais comum para acionar o botão SOS foi lesão. Segundo a Garmin, isso inclui ossos quebrados, cortes profundos e traumas por impacto de uma queda. Os tornozelos feridos são os acidentes mais comuns na natureza. Algumas chamadas de SOS mais comuns foram devido a problemas médicos, como doença de altitude, problemas cardíacos e desconforto gastrointestinal.

Você pode não ter pensado em pressionar o botão SOS no meio de uma rodovia interestadual, mas também houve incidentes fora da trilha que acionaram uma resposta SOS. O ano passado mostrou o maior aumento em acidentes causados por veículos. Isso pode ser devido a piores condições de estrada, mais pessoas viajando para suas aventuras de carro ou maior conhecimento das capacidades do inReach.

O inReach pode chamar serviços de emergência em áreas sem cobertura telefônica – então as pessoas usam seu inReach depois de se envolverem em um acidente, enfrentarem condições climáticas adversas ou problemas mecânicos fora das zonas de serviço telefônico. A Garmin diz que é importante manter o inReach em seu carro para esses tipos de cenários “por precaução”.

Alguns outros motivos comuns para pressionar o botão SOS incluíram ficar preso ou encalhado na trilha, relatar um caminhante desaparecido ou perdido e relatar um incêndio florestal.

pie chart of activities that triggered an SOS in 2023
Quais atividades os aventureiros estavam realizando quando acionaram o resgate ao ar livre em 2023. (Foto: Rehan Nana / Garmin)

Quem é mais provável de acionar o botão SOS?

Aproximadamente um terço das chamadas de ajuda vieram de caminhantes e mochileiros. (Segundo a Garmin, a maioria das pessoas acionou uma resposta SOS para si mesmas – o que mostra a importância de tê-lo consigo – mas mais de 50% das chamadas de SOS foram para alguém em seu grupo ou um aventureiro terceirizado em apuros.)

Após caminhantes e mochileiros, a maioria das chamadas de SOS veio de motoristas, depois motociclistas, depois navegadores, depois escaladores/alpinistas, depois campistas.

Como o comunicador por satélite inReach ajuda em uma emergência?

A Garmin possui equipes de resposta de emergência em todo o mundo que podem se comunicar em mais de 200 idiomas. Segundo o relatório de 2023, os usuários do inReach puderam se autossalvar quase 10% do tempo com a orientação da equipe de resposta treinada profissionalmente. Isso ocorre porque, durante emergências, uma mensagem SOS interativa vai para a equipe de resposta, onde a equipe rastreia os dispositivos e orienta alguém por meio de autossalvamento ou coordena com os serviços de emergência para obter ajuda.

“Isso deve dar aos usuários do inReach a tranquilidade de que, em uma emergência, a ajuda está a apenas um pressionar de botão de distância”, diz Krista Klaus, diretora de comunicações corporativas globais da Garmin.

Em 2023, helicópteros, ambulâncias e equipes de busca e resgate foram despachados com mais frequência.