O que a água faz com a pele e o cabelo? Água dura x água mole

Por Redação

O que a água faz com a pele e o cabelo? - Go Outside
Foto: Shutterstock

Você já percebeu uma diferença na pele e no cabelo quando passa alguns dias fora da sua cidade? Isso pode acontecer por conta da água usada no banho e em toda a higiene pessoal diária, que pode ser diferente em cada região. Entenda o que a água faz com a pele e o cabelo:

+ Óleo de girassol: para que serve e benefícios para pele e cabelo
+ Remédio caseiro para queda de cabelo (inclusive pós covid)

Para entender a diferença que a água faz no cabelo e na pele, primeiro é preciso saber que a água pode ser classificada de acordo com a sua “dureza”, a partir da presença de cátions metálicos, os íons cálcio (Ca2+) e magnésio (Mg2+).

A água é considerada “dura” quando contém na sua composição valores significativos destes sais e “mole” quando os contém em pequenas quantidades, de acordo com a QuímEJ, Empresa Júnior da Universidade Federal de Uberlândia. Assim, as águas provenientes de zonas calcárias são mais duras do que as águas provenientes de zonas graníticas.

Ainda de acordo com a empresa, sob o ponto de vista sanitário, as águas duras, que contêm sais de cálcio e magnésio, não fazem mal à saúde, “pelo contrário, o cálcio e o magnésio são mesmo recomendados para o crescimento e são elementos saudáveis para os dentes e ossos e podem, inclusivamente, proteger o ser humano de algumas doenças”.

Água dura no cabelo e pele

Quando falamos de estética, no entanto, a água dura pode não ser tão interessante. Dra. Susan Massick, dermatologista norte-americana certificada pelo Wexner Medical Center, afirma à GQ que o uso frequente e contínuo de água dura no chuveiro pode levar ao ressecamento e à interrupção da função normal de barreira da pele, além de também afetar o cabelo com ressecamento e até irritação do couro cabeludo.

A especialista explica que ingerir a água com esses minerais faz bem para a saúde da pele e do cabelo, mas é o acúmulo externo por conta do banho que pode levar ao excesso que faz mal.

Portanto, a dermatologista indica que, além de regular a temperatura da água e a duração do banho, usar um filtro mineral no chuveiro também pode ajudar na aparência da sua pele e do seu cabelo, caso a sua região seja abastecida com água dura. “Eles filtram o excesso de minerais e podem ser eficazes desde que sejam substituídos com base no tempo ou no uso”, afirma Massick à GQ.

-Publicidade-