O produto orgânico é mais saudável do que o convencional?

O produto orgânico é mais saudável do que o convencional?
Foto: Shutterstock

Os produtos frescos têm sido a categoria mais vendida de alimentos cultivados organicamente desde que a indústria de alimentos orgânicos começou a ser ternar disponível no varejo. E embora os produtos orgânicos tendam a custar mais do que as opções cultivadas convencionalmente, a demanda não parece estar diminuindo.

+ Conheça PANC das diferentes regiões do Brasil

+ Comer presunto pode fazer mal à saúde; entenda

+ Rocky Spirit exibe filmes incríveis do mundo da aventura

Mas os produtos orgânicos são realmente mais saudáveis do que os cultivados convencionalmente, ou é melhor economizar seu dinheiro e pular as opções orgânicas completamente? Aqui está o que você deve saber.

Orgânico nem sempre significa livre de pesticidas

Muitas pessoas se apoiam em produtos orgânicos para evitar a exposição a pesticidas porque sabe-se que o aumento da exposição ambiental a esses produtos químicos está ligado a alguns efeitos colaterais desagradáveis, incluindo um risco aumentado de desenvolver doença de Parkinson e doença de Alzheimer. Mas, embora intuitivamente pareça que comer produtos cultivados organicamente ajudará a evitar a exposição a pesticidas, a verdade é que essa ideia não é totalmente o caso.

Os produtores orgânicos podem se apoiar em substâncias naturais para serem usadas como pesticidas, herbicidas e fungicidas que estão em uma lista aprovada pelo Departamento de Agricultura dos EUA em vez de opções sintéticas. E embora a palavra “natural” possa parecer mais segura, nem sempre podemos fazer essa suposição. Um exemplo disso é o uso de sulfato de cobre, um fungicida que é usado em certas práticas de agricultura orgânica. Embora seja considerado natural e orgânico, pode ser muito mais tóxico em comparação com suas alternativas sintéticas.

Portanto, ao contrário da crença popular, os produtos cultivados organicamente não significam necessariamente que são livres de pesticidas. Em vez disso, os pesticidas encontrados em alimentos orgânicos não são sintéticos, o que não significa que as pessoas que comem mais produtos orgânicos têm menos metabólitos de pesticidas em seu corpo e essas opções de alimentos têm menos resíduos gerais de pesticidas, os especialistas concordam que não há evidências suficientes para mostrar se esse resultado tem algum impacto importante na saúde humana.

Os produtos orgânicos podem ter um pouco mais de nutrientes

Embora pareça haver poucas diferenças entre produtos orgânicos e convencionais em termos de valor de macronutrientes (ou seja, proteínas, gorduras, carboidratos e fibras alimentares), outras diferenças foram observadas. Especificamente, certas variedades de produtos orgânicos demonstraram ter concentrações de antioxidantes ligeiramente mais altas – particularmente polifenóis – em comparação com as opções cultivadas convencionalmente. E alimentos orgânicos em geral, incluindo produtos hortícolas, demonstraram ter maiores níveis de vitamina C, ferro, magnésio e fósforo do que variedades não orgânicas dos mesmos alimentos, dependendo de variáveis como práticas agrícolas.

Assim, enquanto alguns especialistas argumentam que essas diferenças nutricionais são tão pequenas que, no grande esquema das coisas, elas não fazem muita diferença, tecnicamente falando, optar por alimentos orgânicos pode dar ao seu corpo uma ligeira vantagem no departamento de nutrição.

Orgânico pode conter menos metais pesados

Os metais pesados incluem chumbo, cádmio e outros compostos que podem representar um risco à nossa saúde quando consumidos em grandes quantidades por um período prolongado. E embora não haja uma maneira infalível de evitar metais pesados em nossos produtos, graças a ocorrências naturais como chuva e vento que trazem esses fatores para as culturas (independentemente de terem práticas agrícolas orgânicas ou convencionais), parece que as fazendas orgânicas produzem alimentos que contém menos metais potencialmente nocivos. Em um estudo, os resultados mostraram que os níveis de cádmio, um metal extremamente tóxico, eram 48% mais baixos em produtos orgânicos em comparação aos cultivados convencionalmente.

Veredito final: você deve escolher apenas produtos orgânicos?

A resposta para saber se você deve se ater apenas aos produtos orgânicos não é simples. Embora, por um lado, optar por alimentos orgânicos não garanta um alimento livre de pesticidas e tenha um preço bastante alto, por outro lado, aderir a opções cultivadas organicamente pode lhe dar uma ligeira vantagem no departamento de antioxidantes. E quando se trata de exposição a metais pesados, os produtos orgânicos parecem ter vantagem.

Em última análise, é uma questão de preferência pessoal.

Se você tem acesso e pode pagar por produtos orgânicos, fazer escolhas orgânicas certamente não causará nenhum dano. Mas se você é um dos 90% dos americanos que não estão atendendo às quantidades recomendadas de consumo de frutas e vegetais todos os dias e o custo e/ou o acesso é uma barreira para atingir esse objetivo, pegar qualquer produto disponível é melhor do que evitar o produto, simplesmente porque é cultivado convencionalmente.

Em outras palavras, os potenciais efeitos negativos da escolha de alimentos convencionais na saúde não devem ser usados como argumento para redução do consumo de frutas e hortaliças.

-Publicidade-