4 mitos sobre raios e como se proteger ao ar livre

Por Outside USA

4 mitos sobre raios e o que fazer durante uma tempestade no outdoor - Go Outside
Foto: Shutterstock

O raio é um daqueles perigos da vida ao ar livre que a maioria das pessoas não pensa até que seja tarde demais: os céus escurecem, os relâmpagos começam a estalar e você se vê correndo de qualquer lugar alto que estava apreciando antes que o tempo mudasse. A melhor maneira de evitar um encontro muito próximo com a tomada elétrica da natureza: verifique o clima, desça dos pontos altos antes do meio-dia e não acredite nesses quatro mitos comuns sobre raios:

+ Chuva no outdoor: guia de sobrevivência
+ Fotógrafo registra 42 raios em uma só foto no México

4 mitos sobre raios

Mito 1: Você pode se esconder dos raios

Nenhum lugar é 100% seguro no campo, mas alguns lugares são melhores que outros. Florestas uniformes são mais seguras. Evite prados abertos, lagos, cavernas, saliências rochosas, picos ou cumes.

Prioridade máxima: ficar em algum local baixo em relação ao terreno próximo.

Melhor opção: Entre em um prédio ou carro com capota rígida.

Mito 2: Sob céu limpo, você está a salvo de um raio

Raios podem viajar e atingir até 40 km de nuvens de tempestade. Confira as previsões regionais. Esteja alerta para tempestades dentro de 160 km de sua rota; observe a direção em que eles estão tendendo.

Você está dentro do alcance de um raio se conseguir ouvir um trovão. Procure abrigo quando (ou antes) trovões e relâmpagos estiverem separados por um intervalo de 30 segundos.

Fique protegido até que 30 minutos tenham se passado desde o último trovão.

Mito 3: Uma vez que uma pessoa é atingida, ela está morta – e você será eletrocutado se tocá-la

Cerca de 90% das vítimas de raios sobrevivem, ao contrário do que diz um dos principais mitos. Depois de serem atingidas, as pessoas não podem te dar choque, mas provavelmente se beneficiarão dos primeiros socorros. Veja o que fazer:

Administre RCP. Quase todas as mortes por raios são devido a parada cardíaca. A RCP imediata pode reiniciar o coração e salvar a vida da vítima.

Trate das feridas. Procure e trate de lesões na cabeça e fraturas. Primeiros socorros para queimaduras: resfrie com água, aplique pomada antibacteriana e faça um curativo.

Evacue imediatamente qualquer vítima para o hospital.

Mito 4: Agachar-se em um colchão de espuma isolante irá protegê-lo de um rio

Nada no campo consegue te isolar contra um raio. Reduza a exposição ficando bem agachado, uma vez que objetos curtos são menos propensos a serem alvos de raios.

Mantenha os braços e os pés próximos. Espalhá-los aumenta a gravidade dos ferimentos e queimaduras se você for atingido.

Não se deite. Minimize o contato com o solo; mantenha a pegada do seu corpo a menor possível.

Como se proteger de raios ao ar livre

  • Saia dos picos cedo; desça às 14h na época das tempestades;
  • Evite acampamentos expostos;
  • Afasta-se dos lagos e das árvores altas da costa;
  • Fuja dos prados; mesmo em terrenos baixos, os objetos mais altos atraem raios;
  • Evite árvores altas;
  • Antecipe tempestades noturnas; planeje uma rota para um terreno mais seguro;
  • Locais mais seguro: valas e depressões.

Fatos e estatísticas sobre raios

  •  Um raio médio tem 8 km de comprimento, 2,5 cm de espessura e energia suficiente para alimentar um farol por 139.500 anos;
  • Homens são atingidos 4 vezes mais do que as mulheres;
  • O que as vítimas estavam fazendo quando um raio as atingiu?
    – Pescando – 25%
    – Acampando – 24%
    Nadando -18%
    – Trilhas – 7%

-Publicidade-