Os 6 melhores lugares do mundo para ver a aurora boreal

Por Megan Michelson, da Outside USA

Os 6 melhores lugares do mundo para ver a aurora boreal - Go Outside
Foto: Shutterstock

Deparar-se com a aurora boreal costumava ser um um acaso raro para aqueles que tinham a sorte de estar no lugar certo na hora certa. Hoje em dia, no entanto, os cientistas descobriram maneiras mais precisas de prever quando e onde as luzes do norte aparecerão. Entenda como são feitas essas previsões e confira os seis melhores lugares do mundo para ver a aurora boreal:

+ Aurora boreal vista do espaço
+ 5 hotéis perfeitos para observar as estrelas pelo mundo

A Universidade do Alasca Fairbanks tem uma previsão de aurora que estima as condições com semanas de antecedência. Você também pode conferir o Space Weather Prediction Center, onde cientistas da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica monitoram e rastreiam a probabilidade da aurora acontecer. E, claro, há um aplicativo: My Aurora Forecast mostra um mapa dos melhores locais do mundo para ver as luzes no momento ou daqui algumas semanas.

De um modo geral, a melhor época do ano para ver a aurora boreal é do final de agosto a meados de abril, porque esses são os meses mais escuros do ano nas regiões onde o fenômeno acontece, mas você certamente pode ver as luzes no meio do ano se você acertar o timing. As melhores observações ocorrerão nas horas mais escuras da noite, entre 22h e 2h da manhã.

Escolher uma localização geográfica próxima ao Polo Norte ajudará a aumentar suas chances de ver as luzes do norte – lugares de latitude norte como Islândia, Canadá, Alasca, Noruega, Finlândia e Suécia costumam ser apostas seguras. Mas você também precisa se certificar de que está longe de qualquer poluição luminosa e ter um céu noturno claro, sem nuvens, tempestades ou lua cheia muito brilhante. Confira alguns dos melhores lugares do planeta para ver a aurora boreal:

Os 6 melhores lugares do mundo para ver a aurora boreal

1. Parque Nacional Voyageurs, Minnesota (EUA)

Este parque nacional é um dos pontos mais remotos na região dos Lower 48. A International Dark-Sky Association o designou um parque oficial de céu escuro em 2020, o que significa que há poluição luminosa mínima por lá. Monte uma barraca em um dos acampamentos mais isolados do parque – há 15 acampamentos para caminhadas ou passeios de barco – para os melhores pontos de observação do parque. Se você preferir ter uma cama para dormir, fique no Cantilever Hotel (a partir de US$ 169, ou R$ 790*) na cidade de Ranier, a dez minutos da entrada do parque, que tem uma sauna na cobertura e banheira de hidromassagem para contemplar o céu à noite , ioga gratuita e degustação de uísque na destilaria da casa.

2. Djupvik, Noruega

Esquiadores visitam os Alpes Lyngen da Noruega no inverno para o lendário passeio de esqui e ainda podem se deparar com uma linda exibição da aurora boreal. Hospede-se na boutique de oito quartos Lyngen Lodge (a partir de US$ 234, ou R$ 1.100*) e você terá aulas guiadas de esqui durante o dia e aulas de fotografia da aurora boreal à noite. Para chegar lá, você voará para Tromsø, um destino popular da aurora boreal, e depois dirigirá 2,5 horas até os Alpes Lyngen, onde a pousada fica à beira de um fiorde.

3. Fairbanks, Alasca

De agosto a abril, você pode ver as luzes do norte em Fairbanks nas noites mais claras. A cidade ainda tem seu próprio rastreador de auroras para o status mais recente de seis locais de visualização privilegiados ao redor da área. Inscreva-se para um passeio pela aurora se quiser uma perspectiva guiada: a Northern Alaska Tour Company oferece passeios terrestres ou aéreos. Durma em um iglu geodésico com teto transparente ou um pequeno cubo com janelas do chão ao teto no Borealis Basecamp, a 40 km de Fairbanks, onde pacotes de duas noites (a partir de US$ 980, ou R$ 4.600*) incluem trenós puxados por cães e motos de neve.

4. Whitehorse, Canadá

Vinte minutos fora da cidade de Yukon de Whitehorse, o Northern Lights Resort recentemente adicionou três novos chalés de vidro, com vista noturna privilegiada das luzes do norte e pacotes de três noites (a partir de US$ 1.190, ou R$  5.500*). Ou veja luzes de uma banheira de hidromassagem: o novo Eclipse Nordic Hot Springs em Whitehorse está programado para abrir este ano com quatro piscinas externas. Quer ainda mais aventura? Voe para Old Crow, a comunidade mais ao norte do Yukon, e faça um tour com a Josie’s Old Crow Adventures, uma operação guiada liderada por indígenas que oferece passeios noturnos e excursões em trenós puxados por cães.

5. Levi, Finlândia

Se o Papai Noel mora em algum lugar, pode ser Levi, uma charmosa vila digna de elfos a 160 km ao norte do Círculo Polar Ártico, no coração da Lapônia finlandesa. No inverno, Levi é o lar de uma das maiores estâncias de esqui da Finlândia, mas muitas pessoas também vão para lá para ver as luzes do norte. Durma em um dos 24 iglus com teto de vidro no Levin Iglut (a partir de US$ 274, ou R$ 1.300*), onde até mesmo o restaurante no local tem paredes e teto inteiramente de vidro.

6. Hella, Islândia

No Hotel Rangá, com 51 quartos (a partir de US$ 428, ou R$ 2.000*) no sul da Islândia, se você selecionar o serviço de despertar aurora, o hotel tocará o telefone do quarto sempre que as luzes aparecerem à noite, garantindo que você não perca o espetáculo. Quando estiver acordado, você pode observar o céu noturno de três banheiras de hidromassagem aquecidas geotermicamente ou do próprio observatório na cobertura do hotel. Este hotel está localizado entre as cidades de Hella e Hvolsvöllur, a cerca de uma hora de carro da capital da Islândia, Reiquiavique.

+ #DeRolê na Islândia: veja o que fazer na ilha do gelo e fogo, com paisagens dramáticas

*Valores na cotação de 18/04/2022

-Publicidade-