‘Melhor escolha da minha vida’, diz Karen Jonz sobre uso de CBD contra depressão

Por Redação

Karen Jonz fala sobre uso de CBD contra depressão - Go Outside
Foto: Reprodução/Instagram

A skatista e cantora Karen Jonz contou sobre a sua relação com o CBD, ou canabidiol, em podcast. A primeira mulher brasileira e a ser campeã mundial de skate vertical afirmou que o uso dessa substância vinda da cannabis mudou a sua vida na luta contra depressão e ansiedade.

+ Confira cinco usos do CBD para dor
+ Skatistas brasileiros vão discutir uso de cannabis no esporte em podcast

O relato foi feito no PodioCast, programa da HempMeds, empresa que fornece produtos à base de Cannabis com fins medicinais no Brasil, divulgado nesta quarta-feira (1º). No segundo episódio do podcast, a apresentadora Rachel Apollonio e o diretor da HempMeds Matheus Patelli entrevistaram a skatista tetracampeã mundial, a 1ª brasileira campeã mundial de skate vertical e 1º ouro brasileiro feminino nos X-Games.

Com incentivo de amigos que moram na Califórnia, Karen conta que começou a pesquisar mais sobre como ter um estilo de vida natural para cuidar do corpo e mente, e a partir disso, despertou o interesse em entender mais sobre o Canabidiol.

“Em um bate-papo sobre as minhas crises de ansiedade e insônia recorrentes, comprei o CBD quando estive na Califórnia e passei a usar por conta própria, já que fora do Brasil e em alguns países o uso de Cannabis já é liberado sem prescrição médica. Confesso que senti uma melhora quase que instantânea nos meus sintomas”, conta.

Durante o podcast, Karen Jonz apontou que após ter esse primeiro contato com o CBD e ter vivenciado a melhora do sono, depressão e ansiedade, ela decidiu dar continuidade ao tratamento aqui no Brasil, mas com a prescrição e acompanhamento médico. Hoje, além dos pedidos de importação, a Anvisa também regulamenta a fabricação de produtos de Cannabis Medicinal em território nacional e a venda em farmácias e drogarias.

“Passei a fazer uso do CBD com uma dose adequada para as minhas necessidades e de terapias alternativas como acupuntura, fitoterápicos e homeopatia. Eles me proporcionaram mais qualidade de vida, além de abrir a minha mente para essas novas possibilidades da ciência”, diz a skatista.

Karen também alertou que para ter o proveito correto e eficaz dos produtos à base de cannabis medicinal é importante realizar um acompanhamento médico, desde o início do tratamento. Além disso, revelou durante o bate-papo que, para que a ansiedade e a depressão fossem controladas, foi necessário fazer uma mudança de vida, desde ter uma alimentação mais saudável e um acompanhamento de terapia.

“Estou bem melhor do que quando eu tomava apenas antidepressivo e confesso que no começo foi bastante difícil, tinha medo de precisar ter que voltar a tomar esses remédios ou ter recaídas frequentes de depressão e ansiedade. Mas hoje, não tenho dúvida que foi a melhor escolha da minha vida, afinal já faz quase 10 anos que optei em me cuidar com CBD, aliado a outras terapias,” completa.

-Publicidade-