Islândia: projeto quer perfurar vulcão para observar magma

Islândia: projeto quer perfurar vulcão para observar magma
Reprodução: lonelyplanetitalia.it.

Uma aliança internacional quer perfurar uma cratera do nordeste da Islândia, dois quilômetros de profundidade, diretamente no interior do vulcão, para desenvolver o primeiro observatório subterrâneo de magma do mundo.

+ #DeRolê na Islândia: veja o que fazer na ilha do gelo e fogo, com paisagens dramáticas

+ Mont Blanc é o lar do Airbnb mais alto da Europa – e a vista é incrível

+ 5 brasileiros na lista do Eddie Would Go 2021/2022

Idealizado em 2014 e com a primeira perfuração programada para 2024, a medida de 100 milhões de dólares é comandado por cientistas e engenheiros de 38 institutos de investigação e empresas em onze países.

O projeto, que foi nomeado de “Krafla Magma Testbed” (KMT), tem como objetivo alcançar um poço cheio de lava. Diferente da lava da superfície, a rocha em fusão a quilômetros de profundidade permanece um terreno desconhecido.

“Não existe um observatório desse tipo e nunca observamos magma subterrâneo além de três encontros fortuitos em perfurações”, no Havaí, Quênia e Islândia, conta Paolo Papale, do Instituto Nacional Italiano de Geofísica e Vulcanologia.

O plano foca também avançar a exploração da energia geotérmica, bem como na previsão de erupções vulcânicas e os seus riscos.

A primeira etapa da perfuração, que deve custar aproximadamente US$ 25 milhões, envolve diversos trechos de exploração ao redor e abaixo do magma. O começo do projeto está previsto para 2024. O buraco permanecerá aberto e permitirá alcançar o magma e obter amostras.

-Publicidade-