Flávia mostra os melhores roteiros radicais da Ilha de Páscoa

Por Redação

A aventureira Flávia Vitorino vai te mostrar neste mês a fascinante e isolada Ilha de Páscoa. Localizada na Polinésia Oriental a cerca de 3,7 mil quilômetros da costa do Chile, a Ilha de Páscoa é um destino certeiro para amantes de esportes outdoor. Nesta viagem, Flávia apresentou roteiros de trekking, bike, mergulho e canoagem. Além das belezas naturais e a cultura do povo Rapa Nui.

Confira as 8 dicas de passeio e esportes da para fazer na Ilha de Páscoa:

1. Remar uma Canoa Polinésia

Todos os dias os alunos e atletas Rapa Nui se encontram às 17 horas na enseada do porto de Hanga Piko para seus treinos. O barato é juntar-se a eles em uma daquelas canoas gigantes e tentar acompanhá-los no remo. Além do treino de força, existe diciplina nos movimentos e o visual fica incrível quando o sol se põe.

2. Trekking até a cratera Hanu Kao

A cratera de Rano Kau fica a 324 metros de altura de um vulcão extinto na área sudoeste da Ilha de Páscoa. Colada à cratera, estão as ruínas de Orongo, que era um aldeia onde acontecia a famosa competição do “Homem-Pássaro”, onde os participantes desciam as encostas (são muito íngremes!) nadavam no mar aberto e até uma ilhota próxima sem ser comido por um tubarão. Melhor não arriscar o percurso e ficar com o visual entre o mar e a cratera, que é lindo.

3. Pedalar até o vulcão Terevaka

A cratera deste Vulcão adormecido é o ponto mais alto da ilha. De lá de cima é possível ter uma visão em 360 graus de toda a Ilha de Páscoa. É um pedal que dura cerca de 4 horas entre subir e descer.

4. Mergulho de cilindro

Bem próximo à baia de Hanga Roa já existe uma extensa formação de corais, com boas paredes, pedras vulcânicas e uma razoável quantidade de vida marinha. A visibilidade é uma das melhores que já tive, as águas são bem claras. Ali, é possível também visualizar Moais submersos e restos de uma antiga embarcação naufragada no século passado.

5. Pôr do sol em Tahai

Este é pra relaxar! Um pouco a frente da cidadezinha da Hanga Roa, existe um complexo com vários Moais, inclusive o AhuKo Te Riku, o único moai que possui olhos. O pôr do sol entre as esculturas é uma paisagem incrível.

6. Pedalar até Ahu Tongarik – no nascer do sol

AHU TONGARIK representa a paisagem da Ilha de Páscoa. É uma plataforma de 220 metros de largura com uma sequência de 15 Moais. É a maior estrutura dessa natureza em toda a Polinésia. A vista dos 15 Moais com o azul do mar ao fundo é realmente algo impressionante. Os nativos dizem que eles foram colocados de frente ao mar para proteger a ilha. Ali que é possível sentir a verdadeira energia dos Rapa Nui.

7. Cavalgada para as cavernas

Da lava que saía dos vulcões da Ilha de Páscoa formaram-se várias cavernas, algumas pequenas, outras enormes. Os Rapa Nui as usavam como casas, abrigos em épocas de conflito e celebração de rituais. A caverna Ana Kakenga é a mais interessante pois possui uma janela para o mar.

8. Mergulhe de snorkel em Ovahe

Ovahe é uma pequena praia que por conta da cor da água e de um paredão de rocha vulcânica é possível avistar ali muita vida marinha entre os corais.

E fique ligado, pois todo mês a Flávia vai trazer um destino incrível com a Go Outside. Inscreva-se no canal do Youtube!

-Publicidade-