Gabriel Medina não competirá etapa de Teahupoo e se despede do Tour da WSL em 2022

Por Redação

Gabriel Medina não competirá em Teahupoo e se despede do Tour em 2022. Foto: Thiago Diz.

Agora é oficial: Gabriel Medina não competirá em Teahupoo e, sendo assim, se despede do circuito mundial de surf em 2022.

A suspeita foi confirmada após o nome do tricampeão mundial de surf não aparecer na lista de atletas da etapa do Taiti, que terá o início da janela de competição no próximo dia 11 de agosto.

Veja também
+ Panamá recebe Jogos Pan-Americanos de Surf a partir de domingo
+ A ‘Fórmula 1’ do mar: conheça o Surfski, modalidade do Aloha Spirit

O veterano australiano Nathan Hedge, 43 anos, que se aposentou do Tour em 2014, ocupará o posto de Gabriel Medina em Teahupoo.

Fora de grande parte da temporada de 2022, por priorizar sua saúde mental e por conta de uma lesão no joelho, sofrida na etapa disputada em Saquarema, Gabriel Medina já não tinha como se classificar para o WSL Finals, etapa que reúne os cinco melhores surfistas da temporada, que acontece na Califórnia em setembro.

Ele agora irá manterá o foco na recupera de sua lesão no ligamento colateral medial do joelho. Ele se machucou no fim de junho, em Saquarema, no Rio Pro. A lesão já o fez perder a etapa de Jeffreys Bay, na África do Sul, há três semanas.

No entanto, apesar da ausência do tricampeão mundial, o Brasil segue muito bem representado na atual temporada. No masculino, Filipe Toledo lidera o ranking e está próximo de garantir a primeira colocação geral do ranking.

Entre as mulheres, Tatiana Weston-Webb, única mulher do Brasil a disputar a etapa da WSL em 2022, está na terceira colocação geral e precisa de um bom resultado na etapa do Taiti para seguir para o WSL Finals em setembro.

-Publicidade-