Dicas de especialistas para prevenir e tratar bolha nos pés

Por Redação

Imagem mostra uma pessoa colocando uma fita protetora no calcanhar do pé esquerdo para evitar ferimento ou bolha
Foto: Shutterstock

Irritantes e dolorosas, as bolhas são causadas por fricção, geralmente de seus sapatos ou de suas meias esfregando contra a pele. Qualquer coisa que intensifique a fricção pode iniciar uma bolha, incluindo um ritmo mais rápido, sapatos mal ajustados e anormalidades nos pés, como joanetes, esporão do calcâneo e dedos em martelo. Antes e durante a corrida, o tratamento adequado da bolha nos pés – incluindo a sua prevenção – é fundamental.

+ Como evitar lesões ao voltar para a rotina de treinos
+ Como montar seu kit de primeiros-socorros

Além disso, o calor e a umidade, que podem fazer com que seus pés inchem, também podem intensificar o atrito. Isso explica por que muitos de nós só sofremos com bolhas durante as corridas, especialmente as maratonas, durante as quais você transpira mais, corre mais rápido e por mais tempo, e passa direto pelos postos de socorro.

O corpo responde a esse atrito produzindo fluido, que se acumula sob a pele. Quando o atrito é tão grande que rompe minúsculos vasos sanguíneos, isso causa uma bolha de sangue.

Embora a maioria das bolhas não represente um sério risco para a saúde, elas devem ser tratadas com respeito. Afinal, uma bolha nos pés dolorosa pode derrubar um corredor. Mas mais importante, uma bolha também pode ser infeccionada. E essas infecções podem te levar ao hospital. Muitas pessoas estourarão uma bolha nos pés com uma agulha suja e a área será infectada. Então, de repente, uma questão simples se torna um problema grave.

Para evitar uma dor de cabeça maior, saiba como tratar e prevenir bolha nos pés.

Como tratar uma bolha

Se você tiver uma bolha grande e dolorida, drene-a. Se você não drenar, sua bolha vai doer, e poderia romper por conta própria. Para drenar a bolha, lave as mãos e limpe uma agulha com álcool para esterilizá-la. Não coloque a agulha no fogo; você vai ter partículas de carbono na sua pele. O carbono pode irritar ainda mais a ferida.

Depois de perfurar a bolha, drene cuidadosamente o líquido, empurrando-o com cuidado com os dedos perto do orifício. Em seguida, cubra a bolha com um curativo limpo e apertado para impedir que as bactérias entrem. É uma boa ideia manter um curativo até a pele voltar ao normal.

Se você tem uma pequena bolha que não está incomodando, não mexa. A pele age como uma cobertura protetora sobre um ambiente estéril. Além disso, se a quantidade de fluido for pequena e você tentar estourá-la, poderá ter outros problemas se ela sangrar. Deixe pequenas bolhas de sangue quietas também. Caso contrário, você corre o risco de contrair bactérias na corrente sanguínea.

Para pequenas bolhas, faça um buraco do tamanho da bolha em um pedaço de gaze fina, coloque sobre a bolha e cubra com esparadrapo. A bolha vai secar e curar por conta própria.

Se a bolha estiver sob uma unha é melhor que seja tratada por um profissional. Se estiver sob a base da unha, pegamos uma lixa elétrica e fazemos um buraco. Nunca se remove a unha de propósito deliberadamente.

Como prevenir bolhas

Embora seja bom saber o que fazer com uma bolha depois de ter uma, é ainda melhor impedir que um se forme antes de começar. Aqui estão dicas de especialistas para evitar que bolhas te tirem da corrida.

Hidrate seus pés

Assim como a pele suada, a pele seca também é mais propensa a fricção. Use cremes e loções diariamente para manter a umidade adequada e função de barreira da pele.

Escolha as meias certas

Meias sintéticas removem a umidade da pele. Algodão pode ser mais leve, mas retém fluido. Meias com reforço nos calcanhares e nos dedos também ajudam a reduzir o atrito.

Corra com a pele lisa

Cubra os pés com vaselina ou outro lubrificante antes de correr. Ou tente uma fita adesiva de proteção que permaneça grudada mesmo quando molhada. Ambos os métodos formam um escudo protetor entre sua pele e a meia.

Obtenha o melhor ajuste

Sapatos que são muito pequenos causam bolhas sob os dedos e nas extremidades das unhas dos pés. Deve haver o espaço de um polegar entre os dedos e a ponta do tênis. Suas meias também devem caber suavemente, sem tecido extra nos dedos ou nos calcanhares.

 

-Publicidade-