11 dicas para suas fotos ao ar livre ficarem bem melhores

SOCCI: "Corpo e mente são importantes para desafios na natureza"

HÁ EXATAMENTE UMA década, o fotógrafo paulista Alexandre Socci, de 37 anos, começou sua carreira outdoor clicando corridas de aventura. De lá para cá, a quantidade de variáveis e ciladas que ele encontrou pelo caminho já se perdeu de vista, mas o foco na brincadeira só melhorou. Umas de suas últimas aventuras traz cliques de um inédito salto de caiaque de uma cachoeira glacial a poucos quilômetros do Polo Norte, o que incluiu navegar por dez agitados e congelantes dias em um região totalmente inóspita. Dos primeiros registros até o reconhecimento em empreitadas mais complexas, Alexandre tem unido práticas simples que acabam concretizando valiosas imagens. Seu olhar e suas técnicas ao clicar esportes ao ar livre rendem dicas importantes para quem está começando:

1 > SEM PERDER O FOCO
“Para não perder os momentos mais importantes em lugares extremos, durmo em média três horas por dia, quase nunca em uma cama. Também precisei me especializar em fotografar voando, nadando, escalando, remando, de cabeça para baixo, e por aí vai.”

2 > PRONTO PARA TUDO
“Sempre guardo espaço para itens que permitem cliques melhores, como um equipamento básico de escalada, um par de nadadeiras e máscara de mergulho, além de uma rede de viagem com um saco de dormir.”

3 > POR TRÁS DA FOTO
“Ter o corpo e a mente preparados para os desafios da natureza é muito importante. E estar acostumado com os ambientes e as situações de risco é fundamental.”

4 > QUALIDADE PESA
“Levo comigo três corpos de câmeras, várias lentes e diversos cartões de memória. Minha mochila de equipamentos pesa em torno de 16 kg, e ainda carrego uma mala de itens extras e uma valise com acessórios.”

5 > SEM LUXO
“Como o equipamento já é bem pesado, levo pouca roupa, apenas uma peça de cada item, no máximo.”

6 > ARTE DA ADAPTAÇÃO
“Para quem quiser optar por menos equipamentos, indico um corpo de câmera leve e uma lente com múltiplas distâncias focais, ou seja uma que possua de uma grande angular até uma ‘tele’, por exemplo. É o caso da Canon t6i com uma  lente 18-135 mm.”

7 > ACESSÓRIOS ESSENCIAIS
“Neste kit mais enxuto, tenha sempre um cartão de memória de, no mínimo, 32 GB e uma bateria extra, caso faça alguma travessia longa sem ponto de energia.”

8 > QUESTÃO DE ESTRATÉGIA
Já me dei mal por não ter equipamento de proteção para chuva e fiquei na mão por não levar uma teleobjetiva quando mais precisava. Mas a chave para evitar imprevistos é clara: planeje sua viagem e pesquise bem a região que vai visitar.”

9 > NÃO SUBESTIME O CLIMA
“Estar preparado para mudanças de tempo é chave. Tenha espaço para vestimentas especiais, como uma boa capa de chuva.”

10 > ALIMENTAR É PRECISO
“Reservo um lugar exclusivo para comida e levo um filtro de água para emergências.”

11 > HORA DE PUBLICAR
“É claro que nada substitui um tratamento profissional, mas para destacar ainda mais suas fotos em publicações online baixe aplicativos especializados em tratamento de imagens – só não se esqueça de aprender a usá-los bem antes de partir para uma expedição.”

Leia Mais: Timelapse da escalada mais rápida no monte El Capitan
10 dicas para novos escaladores de rochas