7 dicas de treinamento de escaladores profissionais

Por Outside USA

7 dicas de treinamento de escaladores profissionais - Go Outside
Foto: Shutterstock

O que diferencia os pros da escalada é o conhecimento e a experiência de um atleta com as melhores práticas de treino. Selecionamos oito escaladores profissionais de uma variedade de disciplinas e origens para compilar uma lista das melhores dicas de treinamento para todos nós, pessoas comuns.

Esses conselhos provavelmente não lhe darão sapatilhas grátis ou viagens de escalada, mas aplicar algumas das sugestões dos escaladores profissionais aos seus próprios rituais e rotinas de treinamento pode ser a chave para avançar para o próximo nível de escalada.

+ 4 dicas para ultrapassar limites na escalada esportiva
+ App registra sessões de surf e dá orientações médicas e de treino gratuitas

7 dicas de treinamento de escaladores profissionais

1. Sean McColl
Conquistas: Vários títulos da Copa do Mundo de Lead e Bouldering, segunda ascensão do Dreamcatcher (5.14d), flash V13, campeão americano Ninja Warrior

“Para me sentir forte durante as competições, gosto de treinar em um volume muito alto com o mínimo de descanso. Dessa forma, quando tenho cinco minutos para descansar na competição, meu corpo fica condicionado a se recuperar em muito menos tempo. Essa abordagem de alta quilometragem e pouco descanso também pode ajudá-lo a maximizar pequenos descansos que você encontra em uma rota esportiva ou tradicional mais longa. Ela ensina seu corpo a recuperar a força o mais rápido possível. Eu também treino com sapatilhas diferentes das minhas favoritas, então sinto que tenho uma vantagem adicional quando vou competir com meus sapatos preferidos.”

2. Paige Claassen
Conquistas: Várias subidas 5.14, incluindo Just Do It (5.14c), Grand Ol’ Opry (5.14b/c) e Dreamcatcher (5.14d)

“Meu exercício favorito é o que eu chamo de “abdominal de 10 minutos”. Eu tenho o hábito de fazer isso depois de cada sessão de treinamento. No final, tento uma variação de prancha que chamo de ‘The X’, onde deslizo minhas mãos e pés bem afastados para trazer meu tronco o mais próximo possível do chão e segurar o máximo que puder. Meu recorde é de cerca de seis segundos – é esse nível de dificuldade!”

3. Mayan Smith-Gobat
Conquistas: Recorde de velocidade feminino no Nose (5:39), primeira ligação feminina do Nose e Half Dome, subidas tradicionais até 5,13+, subidas esportivas até 5,14

“Durante muito tempo, nunca treinei dentro de casa e ganhei toda a minha força fazendo redpoints em percursos duros ao ar livre, que é o melhor tipo de treino. Agora, quando treino dentro de casa, concentro-me em trabalhar minhas fraquezas e manter meu corpo equilibrado o suficiente para ficar livre de lesões; isso significa trabalhar os músculos de oposição e fazer alongamentos e exercícios para abrir partes apertadas do meu corpo, especialmente quadris e ombros.”

4. Chris Schulte
Conquistas: Centenas de primeiras subidas até V14, The Big Island (V15) em Fontainebleau, França

“Todo mundo deve praticar regularmente downclimbing. Descer em vez de subir aumentará a confiança em seus pés, melhorará sua técnica geral de footwork e o forçará a procurar sequências únicas e não intuitivas. Também requer contrações musculares de extensão total, que fortalecerão os pequenos músculos estabilizadores e de equilíbrio que são cruciais para a escalada.”

5. Sasha Di Giulian
Conquistas: Primeira mulher norte-americana a escalar 5,14d, 3 vezes Campeã Nacional de Escalada Esportiva dos EUA, Campeã Pan-Americana

“Ouça seu corpo e descanse. Apenas se esforce quando estiver devidamente motivado e seu corpo preparado para trabalhar. Se algo parecer estranho, pare de treinar e encontre a fonte do problema. Um dia de treino perdido não é nada comparado a dois ou três meses de lesão.”

6. Steve House
Conquistas: guia de montanha certificado pela IFMGA, dezenas de primeiras subidas alpinas em cadeias de montanhas em todo o mundo, cofundador da Uphill Athlete

“Tenha uma visão de longo prazo de suas capacidades. É ótimo ter um grande objetivo, mas deixe-o no horizonte enquanto você se concentra nos objetivos imediatos do processo. Os objetivos do processo são os passos que você pode tomar em um futuro próximo que o aproximam do seu grande objetivo; sem eles, você perderá a motivação e o grande objetivo continuará sendo um sonho.”

7. Anna Stöhr
Conquistas: 2 vezes campeã europeia, 4 vezes campeã geral da Copa do Mundo de Bouldering

“Antes da temporada da Copa do Mundo, eu treino na academia com um exercício que chamo de ‘Flash Sessions’. Repito o processo três vezes, descansando apenas alguns minutos entre as rodadas. Isso cria uma versão mais rigorosa do formato da Copa do Mundo de três rodadas e me ajuda a ganhar a resistência necessária em um curto período de tempo.”

-Publicidade-