Descubra aventuras ao longo da North Coast 500, na Escócia

Parceria de conteúdo sustentável com o site VisitBritain

NC 500 Escócia North Coast 500
Crédito: NC 500/ Visit Britain

É impossível ver as paisagens das Highlands escocesas e não se apaixonar. As Terras Altas do norte da Escócia estão entre as últimas paisagens selvagens da Europa. A melhor forma de explorar a região é usar como espinha dorsal a North Coast 500, rota panorâmica em circuito, de 825 quilômetros – que equivalem a 500 milhas, daí o nome. O percurso começa e termina no Inverness Castle, e pode ser feito em sentido horário ou anti-horário. 

+ Grã-Bretanha: turismo sustentável
+ Encontre aventura em Londres, a primeira cidade-parque nacional do mundo

+ Os países mais felizes do mundo são os que buscam sustentabilidade

Conhecida como a “Rota 66” escocesa, ela reúne todas as melhores regiões do norte passando por selvagens estradas costeiras, praias de areia branca e mar azul turquesa, cidades históricas como Ullapool, aldeias à beira-mar e muitas oportunidades de aventura ao ar livre. Você pode programar trekkings, escalada, mountain bike e cicloturismo. Na água, o leque se abre entre rafting, caiaque, mergulho e passeios de barco. Tudo isso com a oportunidade de viajar no tempo, redescobrindo fragmentos de história que remetem à romântica Escócia dos clãs. 

Se você não sabe nem por onde começar, selecionamos em parceria com o site VisitBritain, o órgão oficial de turismo do governo britânico, as atividades outdoor mais bacanas para fazer na North Coast 500.

1 # North Coast 500 pedalando

Para uma imersão em profundidade num território, nada melhor que uma cicloviagem. Fazer os 825 quilômetros da North Coast pedalando será desafiador e deslumbrante. Cheia de subidas íngremes, descidas e curvas fechadas, a rota atravessa paisagens montanhosas e dramáticas, praias quase desertas, além de muitos castelos e vilarejos. Apesar de bastante usada por ciclistas, a estrada principal asfaltada é uma rota compartilhada com carros. Sem problemas: percursos alternativos permitem fazer um caminho paralelo em diversos trechos, explorando em detalhes – e com mais tranquilidade – as Highlands. 

Boa parte destas rotas será em terreno off-road. Por isso, é mais interessante optar por uma bicicleta que encare terra, como uma mountain bike ou uma gravel. Se você não pretende levar sua própria  bicicleta, é possível alugar uma na Ticket to Ride in Inverness. Leve um bom kit de reparos e saiba usá-lo: o terreno pode ser exigente!

A cereja no topo do bolo será vencer o Bealach na Ba – a passagem de montanha mais longa do Reino Unido. Uma dica é se programar para cruzá-la de segunda a sexta, evitando o trânsito mais movimentado do fim de semana, principalmente na alta temporada. A estrada sobe quase do nível do mar em Tornapress até 625 metros, com curvas em cotovelo e uma “parede” de 300 metros com inclinação entre 18-20%. Apesar de não ser a passagem mais alta do Reino Unido, a combinação com o vento e o clima instável a tornam bastante desafiadora. Uma viagem dura e bela, para nunca mais esquecer. 

2 # Mountain bike em Inverness

A meia hora de carro de Inverness, há um menu de mountain bike para explorar: as trilhas de Learnie Red Rock, em Black Isle. Para aquecer, pegue a saída à esquerda do estacionamento, pelo singletrack Callachy Blue, uma subida agradável por bosques cobertos de musgo verdinho. Ela vai levar você ao topo do Orange, retornando de volta até Callachy Blue. Com as pernas devidamente aquecidas, entre na “Short blue” à direita, que leva você ao topo das trilhas. Da estrada, a vista maravilhosa mostra de Fortrose e Fort George até a enseada de Moray Firth em Inverness. 

Vale a pena se hospedar na região e explorar a gastronomia local, conhecida como Horta das Highlands por causa do terreno fértil. Hoje, uma geração de pequenos empreendedores está investindo em produtos gastronômicos, com blends especiais de chá, torras gourmet de café, licores e conservas. Explore produtos locais como pães, leite, queijos, frutas e vegetais frescos, cervejas, e cortes especiais de carne. E whisky, claro!

3 # Munro bagging na NC500 

NC 500 Escócia
Crédito: NC 500/ Visit Britain

Para entender o que é Munro bagging, vamos partir do princípio. Um Munro é definido como uma montanha na Escócia com uma altura de mais de 914 metros, e que está na lista oficial de Munros do Scottish Mountaineering Club.  Existem 282 Munros espalhados pela Escócia, cada um com suas características e beleza únicas, e alguns dos mais interessantes – 37, para ser mais específico – estão na North Coast 500. Então, “Munro bagging” é colecionar estes cumes, na tradução literal. 

Seguir a rota parando para fazer os Munros mais marcantes é uma experiência de montanha inesquecível. A Liathach Ridge é uma escarpa de 7km que se debruça sobre a cidade de Torridon. Ela tem quatro picos, sendo dois deles Munros: Spidean, Choire Leith, Mullach e Rathain. Eles podem ser escalados de forma independente ou como uma escalada longitudinal. 

A travessia An Teallach se ergue aos pés da cidade de Dundonnell e tem os Munros de Bidean a’ Ghlas Thuill e Sgùrr Fiona nas pontas, com picos intermediários. Como em Liathach Ridge, é possível fazer os cumes de forma independente ou em sequência. A lista de Munros a explorar é grande, atrai montanhistas e escaladores, e oferece opções de rotas de todos os níveis. No inverno, é possível fazer escalada alpina mista em gelo e rocha nas rotas mais técnicas, um belíssimo upgrade para o currículo de qualquer montanhista.  A Hamlet Mountaineering tem guias qualificados e experientes na região, que são um excelente suporte para enfrentar o clima caprichoso da região. 

4 # Rafting em águas brancas

Highlands Escócia
Crédito: NC 500/ Visit Britain

Rafting é um dos esportes mais emocionantes e seguros que você pode experimentar com a ajuda de um bom guia, mesmo sem ter experiência prévia. Além disso, uma saída de rafting pode ser tranquilamente encaixada em metade de um dia. A região da NC 500 tem dois rios que vão permitir muitas aventuras: o Garry e o Findhorn.

Considerado um dos rios mais bonitos da Escócia, o Garry flui para o Lago Ness. O trecho de Glengarry até o lago é uma corredeira 3 (1 são águas calmas e 6 são tão agitadas que é impossível navegar), de apenas um quilômetro mas extremamente divertido. A maioria dos operadores de rafting oferece o pacote com duas descidas. Tente agendar com as operadoras de Fort William para uma quinta ou sábado, dias em que a água é liberada da barragem que existe no rio, o que deixa a aventura mais animada. 

Já o rio Findhorn começa nas montanhas Monadhliath, ao sul de Inverness. É o sétimo rio mais longo da Escócia e o que flui mais rápido na Europa devido à sua geologia incomum. É o melhor rafting durante todo o ano no Reino Unido, com três partes diferentes. A cabeceira do rio tem cerca de 11 km de comprimento, com corredeiras de grau 4 e 5 e só é feito quando o rio está cheio. A seção intermediária é mais curta, com 7km e corredeiras de grau 2 e 3, ideias para famílias e quem ainda tem um pouco de receio. A parte de baixo do rio tem 11 km com corredeiras nos graus 3 e 4, sendo a experiência mais recomendada para quem já é apaixonado por rafting. Esse trecho é operado apenas pela ACE Adventures & Hideaways.

5# Rota de praias para mergulho

Talvez snorkeling não seja o que você tem em mente quando pensa nas Terras Altas da Escócia, mas aí se esconde uma boa surpresa. Há alguns anos, foi criada a West Coast Snorkel Trail, reunindo as melhores baías para a prática de mergulho com snorkel em todo o litoral escocês, incluindo a costa oeste das Highlands. Este pequeno guia reúne nove locais diferentes e informa tanto sobre as praias quanto sobre as recomendações de segurança para snorkeling na região. De quebra, ainda elenca as espécies mais facilmente observáveis com fotos para ajudar na identificação. 

As águas claras das praias da Costa Oeste são impressionantes, com uma ótima estrutura hoteleira, sem excluir quem prefere uma experiência ao ar livre nos ótimos campings. A trilha parte de Achmelvich e segue na direção sul para Ullapool e Dundonnel, terminando em Gairloch. Para uma experiência mais prazerosa, programe a viagem para o verão, mergulhando em dias mais quentes, ou prepare-se com o equipamento certo, como roupas e meias de neoprene, máscara, nadadeiras e snorkel. 

Se quiser um dia outdoor irretocável, você pode somar o snorkeling a uma remada em caiaque oceânico, agendando com a operadora Liquid Footprints. O equipamento está todo incluso, e os guias irão te levar para os melhores pontos de observação mais distantes da praia, enquanto cuidam da segurança de todos os mergulhadores. 

Para saber mais sobre a North Coast 500, acesse o site VisitBritain.com ou os perfis @LoveGreatBritain.Br no Facebook e Instagram.

-Publicidade-