Cai a noite, todos dormem. As vias pulsam com menos carros, num ritmo mais contínuo. A paisagem é da cidade que começa a se recolher. Para muita gente, a noite é a melhor hora do dia para treinar, subir na bike, correr, fazer trilhas, surfar, curtir o rolê de skate com os amigos. Mas quem se joga na noite para treinos e rolês, também precisa de alguma cautela. Por isso, confira aqui as medidas de segurança para outsiders noturnos.

+ Treinar demais pode causar insônia?
+ Treinar cansado alivia estresse, mas pode não ser bom

Dicas de segurança para treinar esportes outdoor à noite

Bikers e corredores

>> As ruas e estradas estão mais livres nos horários alternativos, mas ainda assim é preciso ser notado pelos carros e caminhões. Para não sumir do campo de visão dos motoristas, use roupas e acessórios mais vivos, de cores flúor, por exemplo, e invista nas luzes para a bike.

>> Estar em grupo ou ter um carro de apoio acompanhando o treino também é uma boa para evitar roubos e outros episódios traumáticos.

>> Bike e balada não necessariamente combinam. Se beber além da conta, não pedale.

Surfistas

>> Prefira as praias com iluminação. À noite fica difícil ver a série, e as luzes servem de referência para quem está dentro d’água.

>> Evite entrar no mar à noite em dias de ondas grandes. Com a praia vazia fica difícil pedir ajuda em alguma situação mais extrema.

Trilheiros

>> À noite ou de dia, é sempre bom que alguém, além de você, saiba do seu roteiro. Antes de sair para a trilha, avise seu itinerário para alguém próximo.

>> No caso de trilhas noturnas, às vezes é melhor estar mal acompanhado que sozinho.

>> Não se esqueça de conferir as baterias das lanternas e levar extras para evitar ficar no breu no meio do trajeto.

Skatistas

>> Não desça ladeiras na contramão.

>> Use sempre equipamento de proteção.

>> Siga o mestre: Fabio Cristiano sugere o uso de gerador (no caso do street) e andar em grupo grande para evitar os “bichos-soltos” da noite.

VAI NESSA

Para surfar:

– Pitangueiras, Guarujá (SP): tem iluminação para o surf de 18h a 0h

– Farol da Barra, Salvador (BA): fica iluminada até amanhecer

– Arpoador, Rio de Janeiro (RJ): iluminação das 19h30 às 3h

Para correr e pedalar:

Circuito Leblon Leme (RJ): aberto 24 horas; 8 quilômetros de asfalto ou areia.

Lagoa Rodrigo de Freitas (RJ): aberta 24 horas; 7,5 quilômetros de percurso total.

Parque do Ibirapuera (SP): 5h às 0h (aberto 24h de sábado para domingo); 6 quilômetros de pista de corrida, 1,5 quilômetro de pista de cooper e 3 quilômetros de ciclofaixa.

Parque da Independência (SP): das 5h às 20h; 1,2 quilômetro de pista de corrida.

Parque da Aclimação (SP): das 6h às 20h; 1 quilômetro para corrida e caminhada. Não é permitida a entrada de bike ou skate.

Parque 13 de Maio (Recife, PE): das 5h às 22h; 1 quilômetro ao redor do parque.

-Publicidade-