Os coalas feridos pela temporada sem precedentes de incêndios na Austrália estão finalmente voltando para a natureza.

De acordo com os cuidadores do Koala Hospital em Port Macquarie, na Austrália, pelo menos 49 coalas estão de volta à natureza com sucesso, alguns dos quais foram devolvidos às suas árvores originais. Foram meses em que os animais foram “incansavelmente tratados e reabilitados” por aqueles dos centros de reabilitação da vida selvagem.

+ Soldados australianos cuidam de coalas enquanto descansam dos incêndios florestais
+ Raia manta rosa única no mundo é vista na Austrália

“Este foi um momento incrivelmente emocional para os veterinários, voluntários e coalas”, disse um post no Facebook do Greater Port Macquarie. “O habitat deles está se recuperando lindamente com a chuva recente e há muita comida e água. Que jornada! Oh, as histórias que eles contarão aos seus amigos peludos!”.

🐨 AGAINST ALL ODDS… 49 bushfire-ravaged Koalas were tirelessly treated and rehabilitated by the Koala Hospital Port…

Posted by Greater Port Macquarie on Wednesday, April 1, 2020

Um vídeo mostra a jornada de Anwen, a primeira coala fêmea a ser admitida durante os incêndios florestais em outubro passado. Ela levou cinco meses para se recuperar de queimaduras e infecção por clamídia, segundo o hospital. Ela foi “alegremente” liberada de volta ao seu habitat original na Reserva Natural Lake Innes.

Anwen release

Earlier in the week Anwen, the first female koala to be admitted during the bushfires of October 2019, was joyfully released back into her original habitat in the Lake Innes Nature Reserve. We just love this video, giving us a glimpse into a day in the life of the amazing staff and volunteers (and their furry charges!) at Koala Hospital Port Macquarie – thank you! Aaaawwww – go well little Anwen! #lovekoalas #savethekoalas #iloveportmacquarie #fightingspirit #firerecovery #home #regrowth #mytree #thankyou

Posted by Greater Port Macquarie on Thursday, April 2, 2020

De outubro de 2019 a janeiro de 2020, os incêndios destruíram mais de um quinto das florestas do país, matando cerca de 1 bilhão de animais. As chamas eram tão intensas que os pesquisadores a bordo da Estação Espacial Internacional podiam vê-las do espaço enquanto a fumaça fazia um “circuito completo ” ao redor do planeta.

Em Nova Gales do Sul, mais de 30% do habitat de coalas foi exterminado pelos incêndios e cerca de 2.000 coalas morreram como resultado. Os coalas obtêm a maior parte de suas necessidades diárias de água comendo folhas de eucalipto.

Os coalas resgatados estavam em um cronograma de tratamento rigoroso. Mas nem todos os coalas tratados sobreviveram e alguns foram sacrificados devido à extensão de suas queimaduras. Além de coalas, o hospital também tratou cangurus, gambás e tartarugas.