Chile flexibiliza regras de entrada para brasileiros; veja quais são

Chile flexibiliza regras de entrada para brasileiros; veja quais são
Foto: Shutterstock

Desde o retorno do turismo na pandemia, o Chile é um dos países com regras mais rígidas dentro da América Latina, que levaram algum tempo até tomar a decisão de flexibilizar algumas regras de entrada para os turistas, incluindo os brasileiros.

+ 6 cenários de filmes indicados ao Oscar 2022

+ Wing Surf cresce e ganha adeptos em todo mundo

+ Fim do verão com altas ondas em Florianópolis

Na segunda (21), o Chile atualizou suas regras no dia 8 de março, retirando a necessidade de fazer um teste de covid ao desembarcar no país, assim como a quarentena até a obtenção do resultado.

Mas é necessário estar completamente imunizado, além de apresentar PCR negativo feito até 72 horas antes da viagem para entrar no território chileno. Exames de antígenos continuam valendo dentro das regras. Os brasileiros interessados em visitar o país contratar e comprovar a contratação de um seguro-viagem com cobertura para covid-19 mínima de US$ 30 mil.

Além disso, é obrigatório preencher a Declaração Juramentada para Viajantes até 48h antes do embarque. É possível encontrar o formulário no site do governo chileno.

O passaporte da vacina deve indicar a imunização completa do turista, com dose única da Janssen ou duas doses das demais vacinas reconhecidas pela OMS, e também deve ser homologado antes do embarque no site mevacuno.gob.cl.

É necessário fazer o procedimento com muita antecedência, já que a aprovação pode levar até 30 dias.

-Publicidade-