Caiaque na Península do Maraú: roteiro pelas águas do Litoral Sul da Bahia

Por Christian Fuchs*

Caiaque na Península do Maraú: roteiro pelas águas do Litoral Sul da Bahia - Go Outside
Porto de Campinho, Península do Marau (BA). Foto: Shutterstock

Na última viagem que fiz, me chamou a atenção quanta gente me perguntou sobre a Bahia, quando falavam sobre o Brasil. E também, não é pra menos, não? O que a maioria dos europeus procura avidamente é o sol, principalmente depois de um ano com inverno tão rigoroso. E na Bahia, o que não falta é sol e praia. Aí pensei que também sou filho de Deus e fui pra lá. Só o meu meio de locomoção é que foi diferente da maioria dos turistas: fomos fazer o passeio de caiaque oceânico. Sem ficar se espremendo em shows de axé, fila de gente no elevador Lacerda, garotos tentando te vender fitinhas do Senhor do Bonfim, pegamos o caiaque e fomos para a Península de Maraú, próximo a Itacaré, ao sul de Salvador.

+ Como fazer uma viagem de caiaque ou canoa
+ Passeios de caiaque: 6 roteiros para remar no Brasil e no exterior

Roteiro de caiaque na Península do Maraú (BA)

1º dia
Começamos a remar já à tarde, de Camamu, e fomos até a ilha Grande, que na verdade não era tão grande assim, e pernoitamos acampados no terreno de uma senhora muito simpática, que até nos convidou, na outra manhã, pra tomar um típico café da manhã baiano, com banana terra frita no óleo de dendê, farinha de tapioca temperada, mingau de tapioca e suco de manga. Inigualável. Não tem preço.

2º dia
Passamos na ilha da Pedra Furada, uma formação rochosa interessante e remamos sentido à cidadezinha de Maraú. No meio do caminho ainda resolvemos visitar o farol de Maraú. Encostamos o caiaque num barzinho e fomos a pé até o farol. Acabou dando uma hora de caminhada ao farol e já aproveitamos a maré enchendo na volta, pra nos empurrar pra Maraú. Lá pernoitamos numa pousadinha e mandamos ver no bobó de camarão! A cidade tem um formato interessante, com um longo porto ao longo do canal, que fica muito raso na maré baixa. Tinha até alguns veleiros estrangeiros atracados, com quem fomos trocar umas figurinhas de histórias do mundo todo.

+ Duas trilhas em Ubatuba para fazer de caiaque ou a pé

3º dia
Aproveitando sempre a maré, remamos mais umas 3 horas até a cachoeira de Tremembé, no fundo da baía de Maraú, já próximo de Itacaré, mas infelizmente sem ligação fluvial. Já imaginou remar durante horas por canais em mangue e de repente ouvir um barulho de cachoeira, virar a última esquina e dar de cara com uma cachoeira de uns 6 metros, caindo na proa do seu caiaque? Se eu não tivesse visto, não teria acreditado! Depois de uma hora curtindo a cachoeira e seus poços, começaram a chegar os primeiros turistas de lancha. Existe também o acesso por terra, mas com a estrada em péssimo estado. Voltamos a Maraú para pernoitar e no outro dia seguimos de volta para Camamu, para mandar mais uma moqueca de badejo, que me dá água na boca, só de pensar!

+ Como transportar sua prancha ou canoa

Dica

Além da beleza natural do lugar, a receptividade do povo baiano, as comidas típicas e o clima do lugar fazem dessa região, algo muito especial. Principalmente quando se tem tempo pra desfrutar a paisagem sem pressa, remando calmamente a bordo de um caiaque oceânico. Como as águas lá geralmente são abrigadas (por uma barreira de corais e pela própria pensínsula), ventos amenos no verão, tornam a remada ainda mais prazerosa e tranquila.

Vai nessa: Existem duas maneiras de se chegar a Barra Grande: ou de carro, por uma estradinha arenosa horrível, ou de barco, a partir da cidade de Camamu (pouco mais 60 km da BR-101, a partir de Ubaitaba), que foi de onde lançamos o caiaque ao mar, mais precisamente da Marina São Jorge, onde deixamos o carro estacionado e até comemos um belo catado de siri, antes de embarcar. A marina possui também uma estrutura boa de apoio ao navegador.

Plano B: Na Ativa rafting (www.ativarafting.com.br) você pode contratar um guia especializado e a logística de hospedagem necessária.

 

*Matéria originalmente publicada na Go Outside em 2011.

-Publicidade-