Anderson Dias, de 25 anos, é o primeiro brasileiro a visitar 196 países. E se não bastasse ser pioneiro, ele ainda quebrou o recorde de tempo, completando a jornada em 543 dias.

O viajante é dono do perfil ‘196 Sonhos’ no Instagram, no qual ele compartilha o dia a dia do projeto de ter 196 carimbos no passaporte. Anderson, que nasceu na Bahia e foi criado em Caruaru, em Pernambuco, desembarcou no Brasil no último domingo (24), após visitar seu último país, Cabo Verde.

 

Ver essa foto no Instagram

 

ACABOU! NINGUÉM TIRA MAIS! BRASIL VOCÊ TEM UM FILHO RECORDISTA MUNDIAL!

Uma publicação compartilhada por Anderson Dias 🇧🇷196/196 (100%) (@196sonhos) em

+ A primeira mulher negra a visitar todos os países do mundo
+ Como realizar o sonho de pedalar pelo mundo

Agora ele se prepara para dar entrada na documentação do Guinness Book em busca do título de ser humano mais rápido a dar a volta ao mundo. Ao todo, o brasileiro visitou 196 países, sendo 193 reconhecidos pela Organização Mundial das Nações Unidas (ONU) e mais três que não são, em 543 dias. O recorde atual é da canadense Taylor Demonbreun, que percorreu 195 países em 550 dias, entre 1º de junho de 2017 e 7 de dezembro de 2018, sete dias a mais que Anderson.

Segundo Anderson, tudo começou devido uma inquietação pessoal. Em 2015 ele fez um intercâmbio e na volta para o Brasil resolveu vender capinhas para celular. “Criei uma empresa, comecei a ganhar muito bem, mas não estava feliz. Vendi a empresa e o meu carro para sair em viagem”, disse ao portal G1.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Anderson Dias 🇧🇷196/196 (100%) (@196sonhos) em

Influencer digital

O perfil ‘196 Sonhos’ no Instagram tem mais de um milhão de seguidores. Nele, Anderson dá dicas, mostra novas culturas e aprendizados. O sucesso na rede social transformou o brasileiro em um digital influencer, o que ajudou a possibilitar financeiramente o projeto, a partir de parcerias com marcas e posts publicitários.

Desde o primeiro país visitado, toda jornada de Anderson foi compartilhada pelas redes sociais. Este material deve servir como prova de seu feito para o Guiness Book.