Seis turistas, incluindo um brasileiro, foram presos em Machu Picchu depois que matéria fecal foi encontrada em um local sagrado na famosa cidadela inca no Peru.

Três argentinos, o brasileiro, um chileno e uma francesa compõem o grupo preso em Machu Picchu. De acordo com um comunicado oficial da polícia de Cusco, o grupo entrou na área do Templo do Sol, um templo construído pelos incas para sediar cerimônias, e danificaram uma parede e defecaram no local.

+ Peru adota novas regras de acesso a Machu Picchu
+ Tires estes lugares sagrados da sua lista de viagens dos sonhos

As autoridades da região de Cusco informaram que os turistas entraram ilegalmente na cidadela na noite do último sábado, sendo intervidos de madrugada no domingo por guardas florestais e policiais designados em Machu Picchu.

Darwin Baca León, prefeito do distrito de Machu Picchu, disse a imprensa local que o incidente está sob investigação como crime contra o patrimônio cultural. Se foram condenados, eles podem pegar até quatro anos de prisão cada um por vandalizar o patrimônio peruano. A mídia local informou que todos os turistas tinham entre 20 e 32 anos.