Brasileira é destaque em filme sobre discriminação e racismo na escalada

Por Redação

Foto: Reprodução / Instagram.

Radicada nos EUA, a brasileira Maiza Lima, 33, é personagem do curta-metragem “What’s In A Name”, que aborda a discriminação e o racismo na escalada.

+ Começando nos esportes de aventura: como praticar escalada esportiva
+ Felipe Camargo levanta parede de escalada em comunidade de São Paulo
+6.500: Brasileira pretende escalar as 13 maiores montanhas dos Andes

Maiza, que já foi capa da revista Climbing e é especialista em escalada em rochas, divide um pouco de sua história no filme dirigido por Jules Jimreivat.

O curta tem produção da marca Marmot e abre o debate sobre como construir um futuro mais inclusivo para o esporte, fazendo uma crítica ao nome depreciativo de algumas rotas de escalada nos EUA.

Criada no estado do Pará, na cidade de Alacilândia, Maiza migrou para os EUA aos 17 anos e atualmente mora na zona rural do estado de Montana ao lado do marido.

Ela começou a escalar aos 26 anos e também trabalha como modelo para marcas outdoor. Maiza Lima também é responsável por abrir novas vias na escalada esportiva em várias partes dos EUA.

What’s In A Name:

-Publicidade-