Os benefícios de pedalar todo dia

Por Redação

beneficios de pedalar todo dia
Foto: Shutterstock.

Nem todo mundo tem tempo para treinar ciclismo mais a sério: preparar um percurso, seguir um treino organizado dia após dia, voltar a tempo de tomar um banho e chegar no trabalho no horário. Mas os benefícios de pedalar todo dia são enormes, científicos e positivos. 

+ A conexão entre saúde cardíaca e os esportes de endurance
+ Pedalar é o segundo melhor esporte para sua saúde mental
+ Guia Hardcore: fazendo a primeira surf trip solo

Se você não está pronto para pedalar todo dia, crie metas menores. Fazer pequenos percursos como ir à academia ou à padaria duas ou três vezes por semana, por exemplo. Assim, você se prova que é capaz e vai se acostumando. Precisa de mais um empurrãozinho?

Veja seis benefícios transformadores que pedalar todo dia trazem – mesmo que seja em pequenos percursos.

1 – Deslocamentos mais prazerosos

Se você tem pouco tempo para fazer exercícios, o jeito mais lógico de colocar a bike na sua vida é como transporte. “Diferentemente de ir para a academia, ciclismo é muito mais fácil de integrar na sua vida”, diz Nick Cavill, consultor de saúde pública e diretor da Cycling England, um projeto que promove os benefícios do ciclismo no Reino Unido. 

Somando os minutos de cada deslocamento é fácil chegar a um bom volume: 60% dos ciclistas de Portland pedalam cerca de 2h30 por semana, a maior parte distribuídos em pedais curtos de deslocamento. Se seus trajetos são longos, faça uma parte, como o trecho até a estação de trem ou estacionamento. Outra saída é uma bike elétrica. Os benefícios diretos são redução do estresse do trânsito e melhora no condicionamento. Mulheres que pedalam ou caminham pelo menos meia hora por dia tem menos chance de ter câncer de mama.

2 – Mente mais alerta 

Quanto mas forte seu hábito de pedalar, mais os benefícios aumentam. Exercício diário aumenta os níveis de energia e reduz a fadiga. Mesmo uma saída de meia hora pode melhorar seus reflexos, memória e pensamento criativo.

“Ciclismo não força as articulações e ajuda a aliviar o estresse, é o exercício que eu mais recomendo”, diz Corey Kunzer, fisioterapeuta do departamento de medicina da Mayo Clinic. Além disso, várias pesquisas associaram o ciclismo a redução de ansiedade e depressão.

3 – Melhora sua vida sexual

Toda a saúde mental trazida pelo ciclismo tende a ser acompanhada por autoconfiança. Homens que se exercitam de seis a sete vezes por semana relataram ter percebido um aumento na libido. Mulheres também reportaram um aumento, mas menos significativo. 

Mas tem pelo menos uma boa razão para melhorar a autoconfiança. Exercício de fato aumenta a disposição sexual e reduz as disfunções sexuais até um certo ponto. Fazer muito exercício aumentou os niveis de testosterona em homens. Mas em mulheres, só 20 minutos de atividade física intensa deixaram as mulheres mais sexualmente interessadas. 

4 – Controle do apetite 

Pedalar regularmente ajuda a desencanar de contar cada caloria da dieta e manter o peso naturalmente. Claro: um girinho suave não é um sinal verde para comer mais duas fatias de bolo, mas pedalar diariamente dá uma “cota extra” de calorias gastas. Em um estudo conduzido na Universidade de Bath, dois grupos de homens comeram massivamente. Um fez exercício físico diário e o outro não. Mesmo consumindo a mesma quantidade de calorias extras, o grupo que se exercitou conseguiu neutralizar os efeitos negativos de comer demais, como picos de açúcar no sangue e alterações metabólicas negativas. 

“O exercício diário faz com que seus músculos ‘gastem’ a comida mesmo antes de comermos”, diz Dylan Thomas, professor de ciências biomédicas da Universidade de Bath e autor do estudo. “Quando você usa seus músculos, eles quebram moléculas de carboidrato e gordura armazenada.” Então mesmo pedais curtos como um deslocamento até o bairro vizinho podem otimizar seu metabolismo durante o dia todo.

5 – Dormir bem

O estresse da vida moderna, incluindo horas e mais horas na frente de telas brilhantes, transformou desconectar e pegar no sono um enorme desafio. Mas um estudo da Universidade da Georgia descobriu uma ligação entre eficiência cardiorrespiratória e padrões de sono. Participaram do estudo 8.000 pessoas entre 20 e 85 anos. Foi descoberta uma forte relação entre queda no condicionamento físico e incapacidade de adormecer e queixas gerais sobre a qualidade do sono. 

Portanto, atividades cardiovasculares moderadas e vigorosas como pedalar melhoram a boa forma, e consequentemente o sono. É meio óbvio para quem já passou horas pedalando e voltou morto daquele cansaço meio prazeroso, meio dolorido. Mas com as provas científicas, fica mais fácil convencer quem ainda não saiu do sofá.

6 – Mais longevidade

Pedais diários aumentam sua expectativa de vida (ou seja, te dão mais dias ainda para pedalar!), mesmo que você comece tarde. Um amplo estudo na Noruega que acompanhou um grupo de homens idosos de mais de 70 anos descobriu que 30 minutos de atividade diária resultou em 5 anos a mais de expectativa de vida, comparado com homens sedentários. 

Outro estudo feito em Taiwan, que perguntou a 400.000 adultos quanto eles faziam de exercício e os acompanhou por oito anos, revelou que 15 minutos de exercícios por dia corresponderam a um aumento de 3 anos na expectativa de vida. Nenhuma destas pessoas era jovem e muito menos atlética quando o estudo começou: nunca é tarde para começar! 

-Publicidade-