Faça esta bebida eletrolítica antes de sua próxima trilha longa

bebida eletrolítica
Foto: shutterstock

Levei anos para descobrir como me hidratar durante uma caminhada – e como uma bebida eletrolítica poderia me ajudar. Eu costumava seguir o ditado que me lembrava de beber 1 litro de água a cada 8 quilômetros de trilha e que meu xixi deveria ser claro e abundante. Mas em uma caminhada de 34 quilômetros na faculdade, bebi quase 4 litros de água e, embora nunca tenha sentido sede, não fiz xixi o dia todo. Passei dias depois daquela caminhada sentindo dor de cabeça, sede extrema e outros sintomas que pareciam notavelmente semelhantes aos danos da desidratação. Isso aconteceu comigo com frequência. Presumi que fosse algo com que todos os caminhantes lidavam.

Leia mais:

+ Dicas de chás caseiros para desinchar, segundo especialista

+ 4 destinos para surfar e pedalar no mesmo dia

Só quando comecei a mochilar regularmente é que percebi que precisava consertar minha rotina de hidratação. Se um dia de trilha regularmente levasse a dias de sintomas desagradáveis, o que uma semana de trilha faria? Desde então, aprendi que preciso de mais hidratação intencional do que a pessoa média – e que só água não é suficiente. Acontece que isso é bastante comum para caminhantes e outros atletas: se você está caminhando e suando muito, precisa de eletrólitos para repor o que seu corpo perde no suor. Se você beber apenas água, corre o risco de desenvolver hiponatremia (níveis diluídos de sal por beber muita água) – cujos sintomas podem incluir náusea, dor de cabeça e fraqueza muscular.

Eletrólitos – como sódio, cloreto, cálcio, magnésio e potássio – são minerais vitais que regulam os níveis de pH, mantêm você hidratado e apoiam a função muscular ideal. Quando estou na trilha, tenho uma garrafa de água designada apenas para uma mistura de eletrólitos e outras reservadas para água filtrada normal. Na trilha, gosto de usar comprimidos e pó de hidratação.

Eu costumava colocar comprimidos de Nuun em minha garrafa de água antes do treino, mas percebi que queimar comprimidos era um desperdício de embalagens plásticas (e dinheiro) quando eu não precisava necessariamente da conveniência como faço na trilha. Então, eu mesmo preparei uma receita para uma mistura de eletrólitos.

Os eletrólitos estão naturalmente em vários lugares, portanto, não é difícil fazer sua própria mistura. Idealmente, você deve criar uma bebida que inclua sódio, potássio, magnésio e cálcio (no mínimo) para imitar os tipos de eletrólitos que você perde no suor. Minhas fontes favoritas de eletrólitos são sal, limão e suco de frutas 100%.

O sal repõe todos os minerais essenciais acima mencionados. Qualquer tipo de sal serve; um tipo de sal não é necessariamente melhor que outro. Os sais marinhos, no entanto, contêm minerais encontrados no oceano, como cloreto, magnésio, cálcio e potássio, o que proporciona mais eletrólitos pelo seu investimento. Gosto de adicionar suco de limão à minha bebida eletrolítica porque é uma fonte azeda de vitamina C que também contém uma grande quantidade de cálcio, magnésio e potássio.

Dito isto, o sal e o limão por si só não são suficientes para suprir totalmente as necessidades eletrolíticas do corpo. É aí que entra o suco. Procuro sucos naturalmente ricos em magnésio, potássio e fósforo, como suco de laranja, suco de cereja e suco de melancia.

Esta é uma receita que faço diariamente, inclusive na manhã anterior a cada trilha ou antes de sair de casa no primeiro dia de cada travessia. Bebo isso há mais de um ano e estou sentindo a diferença. Esta bebida é doce o suficiente para mim, mas se quiser torná-la mais doce, adicione um pouco de mel ou xarope de bordo. Prove você mesmo:

Receita bebida eletrolítica caseira

Ingredientes

  • Suco de 1 limão
  • 350 ml de água com gás
  • 120 ml de suco de fruta 100%
  • ¼ colher de chá de sal rosa do Himalaia

Preparação

Misture todos os ingredientes e beba imediatamente. Serve 1







Acompanhe o Rocky Mountain Games Pedra Grande 2024 ao vivo