Avancini celebra volta do Brasil como sede da Copa do Mundo de Mountain Bike

Por redação

Henrique Avancini durante a Copa do Mundo de mountain bike de 2019 na Itália - Foto: LiveMedia / Shutterstock.com

A Copa do Mundo de Mountain Bike está oficialmente de volta ao Brasil. Após um hiato de 17 anos, a modalidade contará com uma das etapas em Petrópolis, terra natal de Henrique Avancini. O atleta celebrou a notícia da competição na sua terra natal na data do seu aniversário.

+ Henrique Avancini amplia ações sociais na quarta edição do Pedaling for a Reason

+ Henrique Avancini: a arte do método próprio

+ Waveseg busca democratizar as piscinas de onda no Brasil

Avancini completa nesta quarta-feira (30), 33 anos de idade e carrega um currículo repleto de conquistas. Além de ter sido o primeiro brasileiro a alcançar o lugar mais alto do ranking internacional de mountain bike, ele também já ganhou uma etapa da Copa do Mundo, já foi campeão mundial e trouxe para o Brasil o melhor resultado olímpico da nossa história. Agora, o protagonista dos melhores recordes do ciclismo, vai ter o privilégio de disputar uma etapa da Copa do Mundo em casa.

“A volta pro Brasil e pra América Latina é um marco. Aos poucos, a comunidade internacional começou a perceber que alguma coisa significativa estava acontecendo no Brasil, a ponto da UCI (União Ciclística Internacional) ter interesse em ir pra essa nova fronteira. Quando começaram as conversas, eu fui uma espécie de representante do País, levando informações, possibilidades e coisas estruturais e de organização”, comenta o atleta da Cannondale Factory Racing Team ao site da Red Bull.

A etapa brasileira será a abertura do circuito mundial e começará a partir do dia 8 de abril, em Petrópolis. Desde 2005, a pista vem sendo construída do zero por Avancini, mas por conta de exigências passou por alterações estruturais. 40% dela foi modificada para que fosse possível realizar a disputa da Copa do Mundo no Brasil.

“Eu ainda tenho mais alguns resultados para alcançar. Mas o meu maior sonho ainda estou construindo e vou ter que buscar até o último dia de carreira, que é deixar minha marca na história do esporte, e ter a certeza de que eu contribui para o crescimento da bike no Brasil. Isso é realmente o que me motiva, mais do que qualquer título”, afirmou Avancini.

Depois de passar por Petrópolis (RJ), de 8 a 10 de abril, A Copa do Mundo segue para as próximas sedes. São elas, Albstadt (ALE), Nové Mesto (CZE), Leogang (AUT), Lenzerheide (SUI), Vallnord (AND), Snowshoe (EUA), Mont-Sainte-Anne (CAN) e Val Di Sole (ITA).

Os brasileiros poderão acompanhar todas as provas ao vivo por meio da Red Bull TV, que pode ser acessada pelo site ou aplicativo oficiais da plataforma.

-Publicidade-