Alpinista da Califórnia morre em avalanche de verão

Foto: shutterstock

Uma avalanche de verão na Sierra Nevada, na Califórnia, matou um alpinista e deixou outros dois feridos na semana passada, disseram equipes de busca e resgate.

Leia mais:

+ Mark Cavendish ganha nova chance para correr o Tour de France em 2024

+ 7 resorts de esqui na América do Sul para matar sua fissura de neve

+ Legado das Águas atrai ciclistas na maior reserva privada de Mata Atlântica do Brasil

Em uma postagem no Facebook, a Equipe de Busca e Resgate do Condado de Inyo informou que as autoridades receberam a notícia de que três caminhantes ficaram presos em uma avalanche úmida enquanto desciam a Split Mountain, perto de Big Pine, por volta das 16h30 de sexta-feira, 2 de junho. Enquanto dois dos caminhantes conseguiram escapar com “ferimentos leves a moderados”, o terceiro veio a falecer no deslizamento.

Após determinar que as condições eram seguras o suficiente para tentar um resgate, quatro membros da equipe voaram em um helicóptero naval até o Lago Vermelho, cerca de 2.000 pés verticais abaixo do local da avalanche, e subiram até o local do incidente. Após ajudar a evacuar os dois sobreviventes por meio aéreo, a equipe acampou no Lago Vermelho, planejando retornar na manhã seguinte para recuperar o corpo da terceira vítima.

No entanto, resgatar o caminhante que veio a óbito se mostrou complicado para os membros da equipe de busca e resgate. Na manhã seguinte, um membro da equipe voou para o local do acidente em um helicóptero da Patrulha Rodoviária da Califórnia, mas as condições climáticas adversas impediram que eles recuperassem com sucesso o corpo. Em vez disso, toda a equipe retornou ao local e conseguiram levá-lo por meio de uma maca até próximo ao Lago Vermelho, onde o helicóptero aguardava.

Embora não sejam tão comuns quanto as avalanches de inverno, avalanches fatais no verão não são desconhecidas, especialmente após anos com muita neve, como o que a Sierra acabou de registrar. A neve aquecida pode causar avalanches úmidas e soltas, em que o lodo não consolidado começa a deslizar na superfície. Essas avalanches podem não enterrar frequentemente os excursionistas, mas ainda podem ser mortais: em uma postagem sobre o incidente, o Eastern Sierra Avalanche Center observou que a avalanche da semana passada aparentemente levou os três caminhantes do grupo por “terreno íngreme e rochoso”.

A Equipe de Busca e Resgate do Condado de Inyo observou que a resposta de emergência da semana passada foi o terceiro acidente fatal em três semanas em que a neve foi um fator importante. O incidente em Split Peak segue a morte de um esquiador em um deslizamento no Mt. Hurd em 14 de junho e a morte de um alpinista na face norte do Pico University em 30 de junho.

 







Acompanhe o Rocky Mountain Games Pedra Grande 2024 ao vivo