8 ervas e especiarias com benefícios de longevidade comprovados

Por Outside USA

ervas e especiarias podem ser usados para mais longevidade
Foto: shutterstock

O segredo do envelhecimento saudável e do aumento da longevidade pode ser uma incógnita. Mas à medida que envelhecemos, nossos corpos mudam – nossos ossos encolhem em densidade, nossa memória fica fraca, corremos até um maior risco de contrair doenças cardíacas e outros problemas cardiovasculares. É isso que afirma a Clínica Mayo.

+ Por que todo mundo deveria beber chá todos os dias, de acordo com um nutricionista

+ Como a dieta vegana muda o seu corpo

O envelhecimento é um processo inevitável, mas isso não significa que você não possa retardá-lo. A chave é fortalecer sua resposta imunológica – o sistema em nossos corpos que combate doenças – já que ela enfraquece conforme o envelhecimento.

Felizmente, algumas ervas e especiarias essenciais podem aumentar sua imunidade, diminuir a inflamação e ajudar a retardar o envelhecimento.

8 ervas e especiarias para promover mais longevidade:

Cardamomo

Foto: shutterstock

Se você é fã da culinária indiana, saiba que o prato channa masala ou baklava, provavelmente já viu esse tempero. O cardamomo é um tempero das vagens de sementes de plantas de gengibre, mais comumente usado na do Oriente Médio e da Suécia, em refeições doces e salgados.

Esta especiaria está repleta de antioxidantes, de acordo com um estudo publicado em julho de 2017 na Biomedicine & Pharmacotherapy. Os pesquisadores descobriram que os antioxidantes deste tempero são eficazes no combate aos radicais livres – que em altos níveis podem causar estresse oxidativo e inflamação no corpo.

Em outro estudo de 2015 publicado no Journal of Environmental Pathology, Toxicology and Oncology, o cardamomo também foi testado extensivamente e mostrou ter propriedades poderosas que podem combater as células cancerígenas.

Esse ingrediente também é muito bom para o coração. “O cardamomo pode proteger uma pessoa de um acidente vascular cerebral, diminuindo os níveis de pressão arterial. Também ajuda a reduzir os níveis de colesterol e triglicerídeos”, diz Amanda Nicole, nutricionista registrada em Los Angeles.

Sugestão: Adicione algumas sementes de cardamomo ao seu café da manhã ou misture com seu refogado de legumes favorito!

Canela

Foto: shutterstock

Este tempero nostálgico é uma excelente fonte natural de longevidade e marca presença em quase todos os sabores de outono que você pode encontrar. Presente em receitas com abóbora ou naquela boa torta de maçã, a canela é feita a partir da casca de uma árvore perene que produz frutos silvestres. Não é à toa que combina muito bem com frutas e é uma especiaria versátil que vai bem em várias cozinhas e alimentos, de cereais a lattes e tudo mais.

“Pesquisas sugerem que a canela é rica em propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, o que pode ajudar o corpo a remover os radicais livres prejudiciais das células”, diz o Dr. Kristamarie Collman, médico de medicina familiar e fundador da Prōse Medical.

Um estudo publicado em 2015 na Food & Function também descobriu que a canela contém compostos fitoquímicos que podem ser úteis no tratamento de condições inflamatórias relacionadas à idade .

A canela também foi comprovada por trazer benefícios à saúde cardiovascular. Em um estudo de 2014 publicado no Advanced Pharmaceutical Bulletin, os pesquisadores realizaram um experimento de longo prazo para examinar as propriedades medicinais da canela e descobriram que ratos que receberam suplementação de canela e treinamento aeróbico melhoraram os níveis de colesterol e a função cardíaca com relação à aqueles que não receberam.

Sugestão: Polvilhe um pouco de canela em seu café da manhã ou sobremesa assada!

Cravo-da-índia

Foto: shutterstock

Este é um tempero quente encontrado no pão de gengibre clássico e em muitos outros produtos assados. O ingrediente é basicamente retirado dos botões florais da árvore de cravo e pode ser usados ​​em uma variedade de cozinhas e alimentos. Semelhante a muitas especiarias, o cravo-da-índia tem sido usado em sistemas medicinais antigos devido às suas propriedades de combate a doenças.

Em um estudo de 2017 publicado na Pharmaceutical Biology, os pesquisadores descobriram que o óleo essencial de cravo inibe vários marcadores pró-inflamatórios e moléculas de remodelação de tecidos. Isso é atribuído ao seu principal componente ativo, o eugenol, que foi testado por suas propriedades anti-inflamatórias e cicatrizantes.

Outro estudo publicado em 2014 na Oncology Research descobriu que os compostos bioativos do cravo suprimiam o crescimento tumoral e as células cancerígenas.

“Os cravos ajudam a manter a força e a densidade óssea. Embora a ligação exata não seja clara, o cravo-da-índia pode diminuir o risco de diabetes, equilibrando os níveis de açúcar no sangue. E vale lembrar que o risco de diabetes aumenta com a idade”, diz Nicole.

Sugestão: Para incorporar cravo em sua dieta, tente adicionar alguns botões em água fervente e faça um chá delicioso. Ou inclua em arroz cozido para fazer uma refeição saborosa.

Gengibre

benefícios do gengibre
Foto: Shutterstock

O gengibre é um tempero popular usado na culinária predominantemente asiática e pode ser um grande aliado para fornecer mais longevidade. Você provavelmente já comeu em macarrão (como yakissoba), em frituras e até mesmo naquele cházinho pra curar a gripe. A especiaria é o rizoma, também conhecido como caule subterrâneo, da planta de gengibre, e tem sido usada desde os anos 1500 para vários usos medicinais graças às suas propriedades curativas.

De acordo com uma revisão sistemática de 2020 publicada em Nutrients, o gengibre foi testado para diminuir as citocinas inflamatórias e melhorar a dor em indivíduos com doenças relacionadas à artrite. Os pesquisadores revisaram mais de cem ensaios clínicos e descobriram que o gengibre tem propriedades poderosas para melhorar a digestão e prevenir o câncer colorretal.

“O gengibre é poderoso devido ao seu composto bioativo, o gingerol. O alimento tem propriedades antioxidantes e pode ajudar a diminuir a inflamação em órgãos como o fígado. Isso é altamente benéfico, pois o fígado é responsável por ajudar nosso corpo a filtrar resíduos e remover toxinas”, diz o Dr. Collman.

Sugestão: Beba chá de gengibre adicionando fatias do ingrediente à água fervente ou adicione gengibre em pó às suas refeições favoritas!

Ginseng

Foto: shutterstock

O ginseng também é uma planta que tem sido usada há séculos como erva medicinal, já que conta com propriedades que colaboram para uma maior longevidade. A raiz da planta é normalmente utilizada na alimentação, para o chá de ginseng ou um molho caseiro. Esta especiaria é amarga e terrosa com tons de doçura. Também é muito pungente e mais forte, assim como o gengibre.

“A pesquisa mostrou que as propriedades do ginseng têm efeitos positivos contra o câncer, diabetes e ajudam a melhorar a função imunológica e aliviar o estresse. O estresse crônico por longos períodos de tempo pode aumentar a inflamação no corpo, impactando negativamente nossa saúde e, por sua vez, diminuindo a longevidade”, diz o Dr. Collman.

De acordo com um estudo de 2018 publicado em Medicina Complementar e Alternativa Baseada em Evidências, o ginseng tem efeitos terapêuticos em muitos distúrbios corporais. Os pesquisadores examinaram o extrato de ginseng vermelho e descobriram que ele bloqueava marcadores pró-inflamatórios. Em seu experimento em camundongos, eles descobriram que esse tempero também pode inibir o choque séptico e a inflamação em suas células.

Sugestão: Misture um pouco de pó de ginseng em seu smoothie energético ou no caldo para fazer sopa quente!

Sálvia

Foto: shutterstock

Se você está pensando em sálvia, provavelmente está pensando naqueles jantares italianos. A sálvia é um ingrediente comum em carne ou em massas italianas. Tem um sabor terroso com um leve sabor apimentado que é perfeito para pratos salgados. Assim como os outros ingredientes mencionados, ela também tem sido usada como remédio em sistemas antigos e pode ser grande aliada para fornecer uma maior longevidade de vida.

Em um estudo de 2017 publicado no Journal of Medicinal Food, pesquisadores testaram os efeitos anti-inflamatórios da sálvia em ratos. Os níveis de inflamação no fígado, pulmões e rins dos ratos que receberam sálvia foram mais baixos em comparação com os ratos que não receberam a sálvia. Os resultados sugerem que a sálvia tem propriedades poderosas na redução do estresse oxidativo nessas áreas.

“A sálvia possui 160 polifenóis específicos, compostos encontrados nas plantas, que atuam como anticorpos no organismo. O ácido cafeico, ácido rosmarínico, ácido clorogênico, rutina e ácido elágico, na sálvia, têm sido associados à melhora da função cerebral e da memória, bem como à redução do risco de câncer ”, diz Nicole.

Sugestão: Aposte na sálvia para chás e temperos de carne.

Spirulina

longevidade
Foto: shutterstock

A spirulina é uma das poucas ervas e especiarias de cor azul. É um tipo de cianobactéria, que é um organismo que cresce tanto em água salgada quanto em água doce. O ingrediente é encontrado em uma variedade de alimentos, incluindo barras energéticas, tigelas de açaí e bolachas. Possui um sabor de água de lago e geralmente é consumido em pó.

“A spirulina contém uma grande quantidade de uma proteína à base de plantas chamada ficocianina, que é responsável pela cor verde azulada. Esta proteína pode ajudar a combater os radicais livres e reduzir a inflamação que pode ser prejudicial às nossas células. Sabe-se que algumas plantas podem desempenhar um grande papel no antienvelhecimento. A spirulina também é uma excelente fonte de vitaminas do complexo B, cobre e ferro, nutrientes importantes que podem ajudar a manter nossa saúde imunológica”, diz o Dr. Collman.

Uma revisão de 2016 publicada no Archives of Toxicology descobriu que a spirulina ativa enzimas antioxidantes celulares, inibe o dano ao DNA e impede que os radicais livres entrem no sangue. Embora a ligação exata não seja clara, o relatório sugere que o ingrediente pode restringir o dano muscular do estresse oxidativo induzido pelo exercício devido à ficocianina. Vale a pena investir no ingrediente se você quer adquirir hábitos para uma maior longevidade de vida!

Sugestão: Polvilhe um pouco de spirulina em pó em um copo de água com limão ou crie sua própria tigela de smoothie com suas frutas favoritas.

+ Confira os benefícios das algas na alimentação

Cúrcuma

longevidade
Foto: shutterstock

Por milhares de anos, a cúrcuma (também conhecida como açafrão) tem sido usada na Ayurveda – um sistema natural de medicina que se originou na Índia – e na medicina tradicional chinesa por causa de suas propriedades curativas. O ingrediente fonte de longevidade, é frequentemente usado na culinária tailandesa, indiana, chinesa e muitas outras culinárias asiáticas. Faz parte da família do gengibre, mas não tem sabor muito picante. É ligeiramente amargo com um sabor terroso e apimentado.

“A cúrcuma é conhecida por ter efeitos anti-inflamatórios e antioxidantes. O foco é a curcumina, o componente biologicamente ativo da cúrcuma. Alguns estudos mostraram que a curcumina é eficaz na diminuição da inflamação em muitas condições crônicas e é benéfica para a saúde cardiovascular e neurológica”, diz o Dr. Collman.

Um estudo de 2018 publicado no The Journal of Immunology descobriu que a curcumina na cúrcuma inibe a inflamação através da supressão das vias que a ativam no corpo. Os resultados do estudo apoiam o uso potencial da cúrcuma como um suplemento de ervas para ajudar a prevenir doenças inflamatórias, como artrite reumatóide e osteoartrite.

Sugestão: Misture um pouco de açafrão com leite para um café com golden latte, adicione-o na água do arroz ou às suas sopas favoritas.

+ Quais os benefícios da curcumina para atletas

-Publicidade-